APRESENTAÇÃO DO CURSO

Olá, agora você está no curso gratuito CONVERSANDO SOBRE EDUCAÇÃO INCLUSIVA, uma parceria entre o portal Educação Inclusiva Em Foco e o Centro de Apoio aos Professores com Alunos Inclusivos – CAPAI.

No botão abaixo você já pode acessar a primeira aula.

Caso você queira conhecer mais sobre a vida e a obra do professor Emílio, assista abaixo ao documentário A VIDA E A INCLUSÃO DO PROFESSOR EMÍLIO FIGUEIRA”!

E curtindo a página “EMÍLIO FIGUEIRA – ESCRITOR“, lá ele sempre distribui  materiais, livros digitais gratuitos, dentre outros materiais. Para isto basta CLICAR AQUI ou no box na coluna ao lado.

“Sei que algumas coisas que faço, produzo ou escrevo podem apresentar erros. Só que para mim o feito é melhor que o perfeito escondido em uma gaveta. Sempre estarei em busca de resultados e não de reconhecimentos acadêmicos ou eruditos. E com os meus passos dentro das minhas possibilidades, com meus erros e acertos, continuarei fazendo a minha parte para uma Escola e uma Sociedade inclusiva!”

Prof. Emílio Figueira

 

acesse

 

 

120 comentários em “APRESENTAÇÃO DO CURSO

  1. Mesmo com a conquista da Inclusão, as escolas ainda não estão preparadas para receber esses alunos, mas algumas estão apresentando sucesso.

    1. Acredito que mais do que nunca a inclusão precisa partir primeiro dentro de cada um de nós para que só após possamos em sua estrutura física. O que adianta pensar primeiro em uma rampa se nossas mentes ainda estão enraizadas de preconceitos? A mudança vem muito mais de dentro pra fora e não de fora pra dentro.Assim deve ser a inclusão.

    2. Tive um problema com o notebook e acabei perdendo as outras aulas, assisti a primeira hoje e gostaria de receber novamente as outras… desde já, agradeço!!!

    3. Sou Eliane ,trabalho na Secretaria de Educação do Rio de Janeiro e infelizmente os profissionais nesta área não estão preparados para tal realidade,precisam se reciclar e se capacitar para fazer o melhor possível do seu trabalho.Pois se ficarmos esperando só pelo Governo nada acontece,Vamos sair desse comodismo e ir á luta.

  2. Como estudante de magistério trabalhei em um projeto da prefeitura em minha cidade novo Hamburgo, onde trabalhei com crianças de inclusão, acompanhava as mesmas em sala de aula, prá mim foi muito enriquecedor, mas sem preparo nenhum, tanto meu como estudante , como da escola que não estava preparada para chegada de alunos de inclusão. Muitas vezes não sabia como lidar com a criança. Penso que para trabalhar com inclusão tanto escolas, professores devam ter condições, conhecimentos e vontade de aprender como lidar com os mesmos.

    1. Ida, comigo aconteceu mesma situação. Não houve preparo algum para lidar com a aluna. Precisa haver motivação e formação continuada para que a inclusão acontece de fato.

  3. Em primeiro lugar quero Parabenizar Emílio por sua determinação, foco, garra, em fim sem palavras para descrever a sua capacidade de superação diante de uma sociedade nada Inclusiva. O céu para você é o limite.
    Sou psicóloga da APAE, atuo nesta área e vejo que a inclusão escolar não é de agora, podemos dizer que desde a Constituição que se preconiza o direito que todo ser humano tem à Educação e até hoje as instituições de ensino dizem que não estão preparadas. A inclusão é uma questão psicossocial pois somos criados em meio a uma sociedade que não aceita o diferente. Precisamos construir esta sociedade a cada dia e a cada momento começando por nós, por nossos filhos, por nossa família, primeiro pensando numa visão micro para chegarmos no macro.
    Fiz uma experiencia numa feira livre aqui em Vitória da Conquista-BA, de pessoas se colocarem no lugar de uma pessoa com deficiência, tampando os olhos e andando de moleta, na cadeira de roda e eu também fiz questão de me colocar no lugar do outro. A minha sensação foi de insegurança e fiquei totalmente impactada com aquela experiencia. Mas no dia-a-dia muitas vezes a gente nem percebe que o outro está ali, próximo precisando de ajuda, precisando de uma mão para dar seu vôo.
    Eu hoje sou outra pessoa digo que a APAE para mim foi um divisor de águas, mas nem todo mundo tem esta experiência. Muitas vezes quando nos deparamos com uma pessoa com deficiência vemos refletida a nossa própria fragilidade humana . Muitas vezes é reconhecer que somos frágil, incapaz e que podemos também em algum momento está naquele lugar. Todo ser humano tem suas limitações e potencialidades, todo ser humano é capaz de aprender e se desenvolver, o que precisamos é levar em consideração a diversidade humana, a individualidade e necessidade de cada um. Vamos construir juntos uma sociedade inclusiva, a começar por NÓS !!
    Emílio de você mora em Salvador, quero ter a honra de lhe conhecer, fiquei sua fã. Já conhecia seu livros, mas não conhecia a sua bibliografia. Um forte abraço !!!

  4. Oi, meu nome é Ivone sou professora e Psicopedagoga atualmente estou lotada como técnica Pedagógica na Secretaria de Educação/Diretoria de Educação Especial. Pretendo agregar mais conhecimento sobre o tema abordado. Bom curso para todos nós!!!

  5. Primeiro gostaria de parabenizar a pessoa do Emilio Figueira pela escolha que fez para seguir seu caminho de sucesso e contribuição para com a sociedade.
    Sou professora, psicóloga e fisioterapeuta. Trabalho com a Educação Inclusiva desde 2007 e já tive a sorte de ter algumas experiências na atuação com pessoas com necessidades educacionais especiais na rede pública e em Pestalozzi.
    Achei admirável tamanho empenho e competência , por acaso estou lendo o seu livro Psicologia e Inclusão , mas como nada se faz no acaso, acredito que será um grande aprendizado participar deste curso.
    Prometo muita dedicação e perseverança !!
    Abraço.

  6. Olá a todas! Também quero iniciar parabenizando o professor Emílio Figueira pela garra, determinação e superação.
    Atualmente sou professora da Educação Infantil em instituição pública mas atuei também no fundamental 1 e EJA/Alfabetização, como gestora municipal responsável por prestar assessoria à Educação Infantil, 1° Ciclo/Alfabetização e EJA/Alfabetização . Hoje, além da Educação Infantil, faço parte de um grupo de pesquisa que atua na formação continuada de professoras e professores no que diz respeito à Educação Integral. Atuei com crianças e adultos com variadas deficiências. A princípio intuitivamente, e depois, partindo em busca de mais conhecimento da deficiência específica.
    Minha expectativa é a de aprender muito e trocar experiencias vocês.

    1. O professor Emílio Ferreira é um exemplo de muitas pessoas com Deficiência que têm conseguido superar barreiras para a inclusão educacional, social e muito mais pessoal. Parabéns! Almejo que um dia possamos contar com a sua participação aqui em Campina Grande/PB, temos feito um trabalho muito bom na área de educação especial na perspectiva inclusiva na Rede Municipal de Educação. Só pra saber, já temos realizado 10 formações do Programa Educação Inclusiva: direito à diversidade. A última aconteceu em dezembro de 2015.

  7. Olá,Boa tarde sou lusimeire Ramos, professora especialista em Educação Inclusiva, psicopedagogia, gestão e planejamento educacional, orientadora de estudo do Pnaic, estou Condernadora da educação especial do município,Cururupu Maranhão ,parabenizo pela atitude louvável e de grande importância na construção de uma educação inclusiva para todos.
    Parabéns ! E eu diante do que eu já vir, já indiquei a equipe dos professores que atuam na sala de recurso e os demais colegas a participarem dele belíssimo curso e com certeza irá nos ajudar muito

  8. Olá! Me chamo Patrícia Giuriatti, minha história profissional tem acontecido na educação, transitando em escolas particulares e públicas enquanto professora, instituições que atendem pessoas com deficiência, consultório psicopedagógico e projetos sociais, enfim, diferentes espaços, tempos e funções, todas marcadas por um discurso comum, a dificuldade em relacionar-se com o tema (para não dizer com as pessoas) da educação inclusiva. Neste momento estou desempenhando uma função que requer a ampliação do meu repertório em relação a uma escola integradora. Estou feliz em poder encontrar nesse espaço a possibilidade de dialogar com outras pessoas, que assim como eu, acreditam e defendem o direito assegura em lei desde a CF/88. Desejo a todos momentos de aprendizagens significativas e muita partilha.
    Abraços

  9. Olá a todos (as)!!!
    Quero agradecer ao professor Emílio Figueira pelo apoio, incentivo e sugestões ricas na área da Educação Inclusiva.
    Tenho imensa e respeitosa admiração por você prezado professor Emílio, tens colaborado para garantia dos direitos das pessoas com deficiência no cenário educacional brasileiro.
    Deus abençoe sua vida!

    Afetuoso abraço,

    Datiege

  10. Eu sou Gláucia Virginia , sou formada em pedagogia com uma monografia “O autismo na educação.” E pretendo trabalhar na área de educação inclusiva, Pois ja senti na pele o quanto se é excluído por certas instituições que não estão preparadas a receber crianças com certas diiculdades de aprendizagem, tenho um filho com Autismo e sofri muito até encontra uma escolar que me desse assistência!

  11. Adorei essa primeira aula, E estou ansiosa pelas demais! A apresentação de Dr. Emílio Figueira foi um estímulo para minha realidade! Parabéns.

  12. Bom dia a todos! Sou Animadora Cultura da Seeduc se capacitar nessa área e fundamental, agradeço o Napes de Belford Roxo pela divulgação deste curso. Estou na expectativa, um abraço a todos!

  13. Olá a todos! Sou Eliane Animadora Cultural da Seeduc, Professor Emílio Ferreira parabéns pela sua trajetória,dedicação desse trabalho gratificante !
    Um abraço!!

  14. Parabéns! Professor, é um exemplo de perseverança e dedicação! Realmente, muito ainda tem que ser mudado. Todos tem o direito de desenvolver suas potencialidades com igualdade de condições, e infelizmente a inclusão de fato, não existe.

  15. Parabéns excelente exemplo para outras pessoas com deficiência, principalmente para a nossa sociedade que apesar dos avanços ainda é muito preconceituosa, pensar em deficiência é pensar em incapacidade e dependência total, mas sabemos que se os nossos governantes priorizarem a acessibilidade lei 13.146, 2015 que entrará em vigor em janeiro do ano que vem poderá ser diferente, precisamos lutar pela autonomia da pessoa com deficiência, e a inclusão deve começar pela educação, mas o sistema infelizmente é omisso e falho, hoje o ensino regular não da suporte nem pra o aluno “normal”que dizer do aluno com deficiência que necessita de um suporte maior pra realmente estar incluído em sala regular, fácil dizer que tal aluno esta integrado, mas ha uma enorme diferença entre estar integrado e estar incluído, incluir é prover professor especializado em Educação especial, materiais didáticos específicos necessários para o desenvolvimento do aluno especial, é o prédio deve ser acessível, para receber o aluno cadeirante, não podemos deixar de lutar pelo direito a educação em sala regular pois se nada fizermos em respeito a isto estaremos marginalizando esta classe, que todos nós cobremos dos governos o suporte devido e da sociedade respeito por essa classe de pessoas !

  16. Boa noite! Estou atuando na área de Educação Especial com o uso da Informática há 7 anos, cada dia me surpreendo mais com a capacidade de meus alunos. Acompanho o despreparo dos professores da rede regular em receber alunos com Necessidades Educacionais Especiais, nesse ponto a inclusão ainda está distante do ideal. Tenho como objetivo em participar desse curso ampliar meu conhecimento e trocar experiências com as pessoas!

  17. Estava aguardando uma oportunidade dessas, fazer um curso online com informações que vem esclarecer minhas dúvidas sobre Educação Inclusiva. Sou Supervisora Pedagógica da Educação Fundamental e, diariamente necessito lidade com alunos especiais nos seus mais diversos aspectos. Obrigada!

  18. Olá sou Pedagoga e atualmente curso Pós em Educação Especial e Inclusiva ! A educação especial alcançou grandes conquistas nos últimos tempos, mas quando vemos a realidade de nossas escolas percebemos que há muito para se melhorar, ao começar pela infraestrutura da escola, facilitando a locomoção em todos os espaços, a falta de recursos pedagógicos etc. Para que a Inclusão efetivamente ocorra e preciso que todos os profissionais da Educação estejam engajados nesse processo.Obrigado!

  19. Já virei fã do Emilio.
    Que exemplo, que garra, força, foco…
    Uma história que serve para todos, não apenas para as que possuem alguma deficiência. Mas de toda forma um exemplo!

    1. Boa tarde, já tenho formação acadêmica na área de educação Inclusiva, mas sou uma estudiosa do assunto. Estou maravilhada com a sua exposicão e paixão pelo que apresenta. Tenho um irmão com 43 anos com PC, assim como vc , ele tb teve problemas no parto e ficou bastante comprometido, o seu desenvolvimento foi lento e a anoxia ocasionou deficiencia intelectual bastante severa. Já trabalho com pessoas co Necessidades Especiais há mais de 10 anos. Estou querendo escrever atigos sobre o tema, em especial sobre o horário contra turno, cantando em verso e prosa nas legislações e que na minha opinião e experiencia prática, trata-se apenas de mais uma maneira de excluir. Bem, vou continuar a ver seus videos e assistindo as suas aulas. Amei acessar o curso. Voce é um exemplo de força de vontade e emponderamento.

  20. Olá a todos pedagogos podemos observar que o conhecimento na educação inclusiva precisa ser melhorado, porque o existe muitas dificuldades em algumas escolas para trabalhar com com essa população.

  21. Aula muito boa, pois além de apresentar a parte histórica da educação inclusiva, também leva à reflexão sobre o tema. Sou Coordenadora Pedagógica e preciso buscar saberes, para poder atender professores, país e alunos e gostei muito da primeira aula.

  22. Olá, esse curso é muito bom, o mesmo veio a somar para minha vida, sou deficiente visual tenho baixa visão, minha visão é só de vultos, sou formada em pedagogia e especialista na área de inclusão, sou professora de Braille, e sei muito bem a dificuldade que é ser deficiente, a falta de preparação dos professores, a falta de adaptação das escolas, e varias outras barreiras que são encontradas por nós deficientes, e esse curso tem um papel fundamental de qualificação para os professores que desejam se qualificar e fazer a inclusão de fato acontecer.

  23. AS AULAS DE EDUCAÇÃO ESPECIAL SEMPRE SÃO APAIXONANTES.
    QUANTO MAIS SE CONHECE, MAIS SE APRENDE, MAIS SE SOMA
    AUMENTA MUITO MAIS A VONTADE DE CONTINUAR A BUSCA POR NOVAS AULAS.
    AQUI TEM MUITAS INFORMAÇÕES PRECIOSAS PRA TODOS NÓS
    NÓS QUE BUSCAMOS INCANSAVELMENTE A EXPERIENCIA E VONTADE DE ESTAR JUNTO COM AS PESSOAS ESPECIAIS.
    PESSOAS ESSAS QUE PARECEM ANJOS EM NOSSO CAMINHO.

  24. Acho muito interessante trabalhar com portadores de necessidades especiais. Fiz estágio na APAE da minha cidade e me apaixonei pelos alunos. Aprendi muito com eles. Me surpreendi com a capacidade de aprendizagem que eles possuem.

  25. Acho muito gratificante trabalhar com pessoas Especiais,,é um eterno aprendizado,por isso resolvi fazer este curso,pois é uma matéria que sou apaixonada.Fico feliz em saber que hoje em dia as pessoas Especiais são mais valorizadas,pois já vivi momentos horríveis com parentes pelo descaso e desprezo pelo qual já passaram.Sei que ainda falta muito,mas estamos no caminho certo.

  26. Mas do que nunca , temos a necessidade de aprender a trabalhar com as pessoas com deficiências. Não basta integrar alunos com deficiências no ambiente escolar, sem saber como atendê-los. É necessário que a escola esteja preparada para receber essas pessoas, que tantas vezes foram excluídas . Seja da sociedade , ou até mesmo do seu convívio familiar. É preciso incluí-las na escola comum, para que interajam com os ditos “normais”. É de grande importância que se sintam acolhidos, que sejam trabalhados adequadamente. Acolher não significa matricular. Acolher significa dar condições de uma boa aprendizagem. Matricular a pessoa com deficiência e não lhe oferecer os instrumentos adequados a uma boa aprendizagem , com certeza é exclui-la . Muitas conquistas já aconteceram na Educação Inclusiva. Todavia , muito ainda há de ser feito. Parabéns ao professor Emílio . Seu exemplo é impulso para que outras pessoas consigam vencer obstáculos .

  27. Muito bom este curso…assunto pertinente para os dias atuais , ainda exite muito preconceito e falta de informação sobre a inclusão e aceitação das pessoas com deficiência no contexto escolar. Um curso como este abre novos leques de discussão e disseminação de uma inclusão social e e educacional com qualidade e efeito.

  28. O vídeo é maravilhoso! Convite ao confronto constante: “Meu olhar no olhar do outro”.
    Fantástico, ampliador, encorajador, extremamente cheio de vida dentro Da Vida.
    Com certeza, as demais aulas serão ótimas.

  29. Que lição de vida Professor Emílio Figueira. Parabéns!!!
    O segredo é nunca desistir. Nunca baixar os braços e olhar de frente para a dificuldade – olhos nos olhos! Temos que ter FOCO… DETERMINAÇÃO!!!
    O sucesso vai chegar em breve! Até lá, continue conquistando seu lugar com tranquilidade.
    Desistir de sonhar é assumir que fracassou. Parar de acreditar é deixar de viver. Os sonhos fazem parte da nossa vida e nos levam sempre a alcançar objetivos que nos fazem felizes. Se você abrandar o passo, algumas oportunidades escaparão para sempre.

    Seja determinado em conseguir ir mais longe, demonstre persistência para ir mais além. Temos uma vida para conquistar aquilo que idealizamos. Mas as grandes vitórias apenas ficam nas mãos dos verdadeiros lutadores!

  30. Professor Emílio Figueira, parabéns por esta grande iniciativa deste curso, eu como mãe de autista e estudante do 6° semestre de pedagogia, estou muito agradecida por você esta dividindo conosco todo este conhecimento sobre inclusão.
    Este seu material está me ajudando muito no meu curso.
    Abçs

  31. Olá,
    a inclusão é realidade e mesmo sabendo que a escola e osprofissionais não estão preparados, temos que buscar conhecimento e sermos pontos importantes nesse processo.

  32. Bom dia! A inclusão tem que ser socioeducativa com o intuito de sensibilizar a sociedade em relação ao respeito às diferenças.

  33. Um exemplo de vida, de perseverança, de luta e de competência, que mostra a sociedade quantos talentos ficaram confinados por não terem a oportunidade de demonstrar seu valor e de conviver com outras pessoas. Acredito que todos os profissionais da educação deveriam conhecer e fazer esse curso, mesmo que não trabalhe com educação inclusiva, pois a nossa visão muda quando trabalhamos com alunos com algum tipo de deficiência ou quando temos um parente próximo. Caso contrário nos comportamos como a maioria da sociedade achando que não é problema nosso e que pessoas com deficiências são incapazes. Quero fazer um mestrado na área da inclusão, porém preciso e quero investigar muito e colocar minhas investigações em prática. Me seduz saber que nós ditos “normais” na maioria das vezes somos muito mais frágeis do que os portadores de deficiência, nos deixamos desanimar diante do menor obstáculo e às vezes não acreditamos que somos capazes.

  34. Bom dia,
    Fiquei encantada com a força de vontade de crescer do professor. Isso mostrou me como ainda sou tão pequenina . Almejo crescer com os passos e exemplos do professor Emílio .
    Grata por tudo

  35. Boa noite,

    Gostei muito da 1ª aula, o exemplo de superação do professor me emociona.
    Espero crescer com o exemplo do professor.

    Obrigada.

  36. Excelente trabalho..aula com material muito bem explicado..É preciso que todos na área educativa tenha interesse de aprender sobre ed.inclusiva.essas crianças já não estão mais escondidas graças à Deus..E também por existir pessoas comprometidas como você em cada vez mais pesquisar e aprender e divulgar que todos temos nossas deficiências e precisamos despertar o interesse pela **VIDA **seja ela como for.Para uns mais fácil. Para outros mais difícil..O importante é aprender mais.

  37. Boa noite, muito feliz por participar deste curso, sou professora da Sala de Recursos Multifuncionais SRM, trabalho atendendo crianças com deficiencias matriculados na escola regular, no contra turno, a Inclusão existe na escola , mas é preciso ainda uma vontade dos professores estudarem para melhor desenvolver sua prática pedagógica em sala de aula com alunos com deficiencias, as famílias estão entendendo que as pessoas com deficiencias possuem capacidades para aprender, também estar junto com as demais pessoas na sociedade, Muito bom os vídeos da aula, sua história de vida, é um estímulo para nós. Amo a Inclusão, acredito que é afeto é amor.

    1. Boa noite, achei muito importante este trabalho e vejo como temos que aprender e nos preparar cada vez mais para trabalhar a inclusão nos dias atuais,grassas as vídeos aulas aqui presente que nos espira e nos faz acreditar ainda mais, que estamos no caminho certo para a inclusão de todos, sou pedagogo e trabalho com inclusão e sei que com muita dedicação e amor todos terão direito de aprender e interagir diante da sociedade contemporânea.

  38. É interessante conhecer a história da inclusão das pessoas com deficiência,só assim teremos forças e conhecimento para defender e garantir suas conquistas.

  39. Boa noite! parabéns pelo bonito trabalho que você vem realizando.
    Realizar esse curso irá me ajudar bastante.
    Obrigada pela oportunidade!!!

  40. Na Universidade parece que a Educação Especial no Brasil começou apenas depois da Declaração de Salamanca. Nunca havia estudado nada da Educação Especial na história do Brasil, havia escutado apenas algumas terminologias, mas nada profundo. Agradeço por lembrar desse contexto esquecido nas disciplinas Universitárias!

  41. Boa noite,

    Me chamo Luana, sou pedagoga e trabalho no município e APAE da cidade da qual moro. Atualmente, estou cursando o sétimo semestre do Curso de Educação Especial, da Universidade Federal de Santa Maria. Sempre procuro estar me atualizando e fazendo formação continuada na área, pois trabalho com alunos com necessidades especiais e estudos sempre são fundamentais além da prática para compreender estes alunos. Vejo este curso como uma forma de estar conectada ao assunto e acrescentando positivamente em minha prática docente e, enquanto aluna também!!!

  42. Como o conhecimento está em constante construção, percebo que para incluir é necessário romper com os preconceitos criados pela sociedade. A educação inclusiva, que chegou ao Brasil com a publicação da Declaração de Salamanca em 1994, nos traz uma definição de inclusão que vai além da socialização, envolvendo também a parte cognitiva. A Inclusão precisa participar da dinâmica da escola, da dinâmica da sala de aula de uma forma que as atividades estejam ao alcance das necessidades envolvendo um currículo flexível, não que diferencie os alunos, mas que esteja satisfazendo as singularidades de cada um.

  43. Primeiramente, gostaria de parabenizar a história de vida desse homem que não deixou esmorecer, diante das dificuldades impostas pela vida, superando e sendo essa pessoa incrível.Segundo agradecer a amiga Elizabete dos Santos que me indicou sua página.
    Sou Assistente Social, e gostaria muito de informação e conhecimento na área.obrigada.

  44. Parabéns Emílio!
    Um grande exemplo de solidariedade por sua parte. Proporcionando este curso gratuito, dando oportunidade a nós , no meu caso, professora. Comecei , assisti a primeira aula, e quero assisti as todas 5, e não quero ficar de fora das suas informações para conseguir realizar um bom trabalho. Desejo muita saúde e que esta sua força seja multiplicada para continuar sua vida intelectual/profissional. Sucessos sempre…..

  45. Parabéns pelo seu trabalho. Gostei muito da primeira aula. Uma verdadeira história de sucesso . Onde as pessoas vão se superando . Quero agradecer pelo curso.

  46. Oi, meu nome é Ana Cláudia sou Pedagoga atualmente estou lotada como técnica Pedagógica na Secretaria de Educação/Setor de Educação Especial.

  47. Olá, estou como professora do AEE numa escola, e este curso vem acrescentar meus conhecimentos na área, muita grata pela oportunidade.

  48. Sou professora da rede pública municipal do município de Santa Vitória do Palmar RS, sou formada em Letras /português e Espanhol e já tive alunos de inclusão com várias deficiências em sala de aula e também como gestora de uma Escola de 2009 a 2013. Trabalho com séries iniciais e séries finais em português e espanhol, sinto dificuldades como a maioria dos professores mas sempre procuro buscar informações de como atuar com cada caso.
    Acredito que trabalhar com inclusão é um grande desafio. Para que possamos dar nossa contribuição necessitamos de comprometimento profissional , mas sinto que a ajuda da família é fundamental e nem sempre isso ocorre, sendo para medicar seu filho ou trazê-lo para as atividades propostas na escola para que a superação das dificuldades de cada um seja trabalhada.
    Parabenizo o professor Emilio Figueira pela dedicação.
    Grande abraço a todos!

  49. Parabéns a professor Emilio
    Que Deus te enriqueça de bênçãos.
    Irei aproveitar o momento e o tempo com todo carinho
    Para essa inclusão. Que Deus te abençoe.

  50. Sou de Campos dos Goytacazes, adorei a primeira aula e o seu video. Tenho formação na área da Educação Inclusiva e atuo em Sala de Recurso na Rede FAETEC, espero poder trocar muitas informaçoes com vcs. Estou escrevendo um artigo sobre o “Horário contra turno”, que na minha experiencia prática não funciona, sendo apenas mais um critério de exclusão do que inclusão.
    Quem tiver material sobre o assunto ou queira conversar sobre o tema, estou a disposição.

    1. Adorei!
      aula muito construtiva, esclarecedora sobre o processo de inclusão, as informações obtidas contribuíram muito para o desempenho de meu trabalho.
      Parabéns

    2. Adorei!
      aula muito construtiva, esclarecedora sobre o processo de inclusão, as informações obtidas contribuíram muito para o desempenho de meu trabalho.
      Parabéns!

  51. Adoro assistir a historia de Emílio .
    Parabéns mais uma vez , não canso de ver suas
    entrevistas ,para mim é uma superação.
    Irei aproveitar todo conteúdo do curso.
    Que Deus te enriqueça de benção.

  52. Oi meu nome é Rita Samara Almeida, sou professora, mas estou como diretora escolar. Adoro assistir aos vídeos de Emílio e suas histórias. Todas me fazem ter mais força de vontade e superar os obstáculos.

    1. Olá sou Edneide, professora, minha finidade em participar é agregar conhecimento a respeito da educação especial na perspectiva a inclusiva e assim poder melhor atender o público da educação especial forma mais humanizada, digna e de respeito.

  53. Sou pedagoga com pós graduação em atendimento educacional especializado e estes livros, aulas, artigos e tudo que aqui encontro te sido de grande ajuda para a prática em sala de aula. São materiais ricas e não podemos deixar de usar como recurso em nossas práticas pedagógicas.
    Obrigada professor !!!!!

  54. Adorei a primeira aula. Tudo muito bem planejado. Ansiosa, pela segunda. Desde já, obrigada professor Emilio Figueira, sua iniciativa, em compartilhar seus saberes, conosco será de grande valia

  55. Gostei muito desta primeira aula.Interessante, esclarecedora e de fácil entendimento .Sou professora do Curso Normal e vou usar esse vídeos em minhas aulas para fomentar nos alunos esses conhecimentos que serão de grande valia na construção e caminhada deles no curso e na prática de sala de aula posteriormente. Também atendo alunos no laboratório de aprendizagem e cada dia essas crianças nos chegam e é precioso cada ideia, cada comentário, e cada assunto que se possa compartilhar. Obrigada

  56. Olá, sou professora de Educação Especial e gostei muito da primeira aula. Gostaria muito de aprender novas técnicas pra desenvolver em sala de aula com meus alunos. Abraços

  57. Muito importante tudo isso. Tema fantástico! Material sensacional. A realidade é muito triste, mas vamos perseverar e transformar para melhor. Como profissionais da educação, fazer a diferença! Quero muito aprender e compartilhar ideias. Muito obrigado.

  58. Gostei muito da primeira aula, professor Emilio um exemplo de ser iluminado, prova de que o amor vence qualquer barreiras.

  59. Professor suas informações e questionamentos vem de encontro a tudo que faco com meus alunos com deficiência, luto bastante para que os professores aceitem com amor essas crianças. Obrigada por compartilhar tudo isso conosco.
    Etelma

  60. Muito bom, o curso. Vejo cada vez mais pessoas, principalmente professores buscando meios e estratégias para promover a inclusão. Nem sempre as obrigações que competem à rede governamental é cumprida, deixando a desejar que a inserção de pessoas com necessidades educativas especiais realmente se efetive. Parabéns professor!

  61. É extremamente desafiador trabalhar com pessoas que necessitam de um outro tipo de abordagem para serem afetadas e para nos educadores , quanto mais ferramentas tivermos melhor será para a superação dos desafios

  62. Professor Emilio dentro do panorama historico esse processo historia vai muito alem e a inclusao dessesl alunos depende
    exclusivamente da formacao pessoal dos educadora e esse material sera essencial para nos educadora que somos. Muito obrigada!

  63. Boa tarde.
    Gostei muito dessa primeira aula onde ela nos faz refletir sobre como oferecer uma educação de qualidade para os alunos com necessidades especiais. E a escola tem que ser inclusiva, ou seja, incluindo todo e qualquer aluno seja ele deficiente ou não e proporcionando a esses alunos uma educação que seja realmente de qualidade e um convívio mais acolhedor e harmonioso. Estou super ansioso pelas próximas aulas.

  64. Sou José Raimundo, não tenho palavras para descrever a importância desta iniciativa, as aulas são maravilhosas, devemos divulgar, pois é trabalhos como este que faz toda diferença. Parabéns professor.

  65. Parabéns! Professor, é um exemplo de perseverança e dedicação! Realmente, muito ainda tem que ser mudado. Todos tem o direito de desenvolver suas potencialidades com igualdade de condições, e infelizmente a inclusão de fato, esta sendo aos poucos tentando ser inclusa mas precisamos dar uma acelerada!

  66. PARABÉNS!!ADOREI A PRIMEIRA AULA. FALANDO DE INCLUSÃO É ALGO QUE TEMOS QUE FICAR SEMPRE ATENTOS, TEMOS MESMO É QUE INCLUIR E NÃO EXCLUIR, TEMOS MUITOS PROBLEMAS NÃO SÓ NAS ESCOLAS ,MAIS COMO NO MEIO DA SOCIEDADE, NO AMBIENTE FAMILIAR TAMBÉM.

  67. Maravilhosa essa minha primeira experiência com essa aula ,com ela agora devo buscar me aprofundar cada vez mais aos meus conhecimentos adquiridos na Faculdade e coloca-lo em pratica com muito Amor.

Deixe uma resposta