AULA 2 – O PROFESSOR E O SEU PAPEL NA EDUCAÇÃO INCLUSIVA

 

PALAVRA DO PROFESSOR

Olá, tudo bem?

Estamos na segunda aula do nosso curso.

Caso você perder alguma aula ou queira revê-las, na coluna ao lado há o Sumário dos conteúdos anteriores.

Sabe, nesses anos todos, tenho percebido muitas inseguranças por partes dos professores quando o assunto é Educação Inclusiva. Aliás, diga-se de passagem, foi até por isto que montei esse pequeno curso com noções básicas e também escrevi o e-book EDUCAÇÃO INCLUSIVA – TEORIA E PRÁTICAS PEDAGÓGICAS.

Mas, voltando a falar das inseguranças dos professores, acredito como sempre que a raiz do problema é a falta de informações claras e objetivas.

O caminho para sanar tais inseguranças será promovendo encontros e/ou treinamentos online de formação e discussões em que sejam apresentadas as novas concepções sobre a inclusão, que falam, sobretudo, das possibilidades de aprendizagem.

O contato com teorias e práticas pedagógicas transforma o posicionamento do professor em relação à Educação inclusiva.

Hoje nesta aula, começarei com um vídeo falando justamente da ansiedade que muitos professores têm com relação ao processo de inclusão.

Veremos um pouco da pedagogia diferenciada, das adaptações curriculares e dos sistemas de apoio.

O ponto alto desta aula será levá-los, enquanto professores, para várias reflexões sobre as práticas inclusivas.

E, ao final, quero convidá-los a assistir na coluna ao lado um pequeno documentário que eu mesmo produzi, mostrando a importância e a diferencia que um professor pode fazer na vida de um aluno com deficiência.

Se você desejar, deixe comentários ou dúvidas abaixo, enriquecendo o nosso relacionamento.

Desejo-lhes uma boa aula e um bom aproveitamento do conteúdo!

Prof. Emílio Figueira

 

A ANSIEDADE NO PROCESSO DE INCLUSÃO

 

 

UMA PEDAGOGIA DIFERENCIADA

 

Em Educação Inclusiva, o professor, como mediador desse processo inclusivo, precisa conhecer de perto seus alunos, familiarizando-se com as estratégias cognitivas aplicadas por eles na resolução de situações-problema (o que veremos melhor na Aula 3).

Dessa forma, poderá ajudá-los, por meio de constantes questionamentos, a elaborar hipóteses que os aproximem cada vez mais da formalização das noções e conceitos trabalhados.

No fazer pedagógico precisa contar com a exploração de temas transversais e a integração entre as diversas disciplinas:

  • ao exercício da cidadania
  • à aceitação das diferenças e ao desenvolvimento do sentimento de pertinência à nação brasileira.

Por conseguinte, os alunos poderão atuar de forma mais consciente e responsável, reconhecendo-se capazes de agir para transformar.

escuela-diferenciada2

É a camada Pedagogia Diferenciada ou da Diversidade, pautada na reflexão da prática educativa com um “novo olhar”, sensível às diferenças, atento à dinâmica e às demandas de cada classe como um todo e aos limites e possibilidades de cada aluno, único, singular, porém ao mesmo tempo igual, semelhante em direitos, deveres, necessidades e em valor.

O desafio da inclusão exige uma mudança global na organização e funcionamento da escola, que necessita adaptar o seu projeto político-pedagógico, revendo paradigmas psicológicos, didáticos, socioculturais e administrativos, para assegurar a todos os seus alunos as melhores condições de desenvolvimento e aprendizagem, visando:

Favorecer o desenvolvimento do aluno nas áreas socioafetiva, psicomotora e cognitiva, incentivando a construção de sua autoconfiança, criticidade, responsabilidade e autonomia;

Promover a formação do cidadão, oferecendo-lhe modelos positivos para a estruturação de valores morais e éticos, essenciais à vida em sociedade;

Promover o desenvolvimento da confiança do aluno em suas potencialidades e a consciência das suas limitações e das do outro, reconhecendo, na diversidade, uma oportunidade para ampliação dos seus conhecimentos e enriquecimento das relações interpessoais;

Estimular o potencial criativo do aluno, para que desenvolva e aprimore suas formas de expressão nas diferentes linguagens (corporal, plástica, cênica, musical, oral, escrita e lógico-matemática);

Favorecer a apropriação de conhecimentos socioculturais e científicos, para possibilitar ao aluno a ampliação da sua visão de mundo e uma atuação consciente frente à realidade;

Formar cidadãos que conheçam e valorizem as riquezas naturais e a diversidade do patrimônio sociocultural brasileiro, fundamentais na estruturação da identidade pessoal e nacional.

 

ADAPTAÇÕES CURRICULARES

 

É preciso a realizações de adaptações curriculares no nível individual incorporem, ao máximo, as importantes vivências coletivas propostas à classe e escola como um todo.

Seguindo os princípios (documentos/legislação) orientadores para uma escola de qualidade para todos, a escola INCLUSIVA, o aspecto das “Adaptações Curriculares” coloca-se como fundamental.

trabalho-de-equipe1

Adaptações Curriculares serão ajustes ou modificações que deverão ocorrer nos objetivos, conteúdos, critérios de avaliação, temporalidade ou nas atividades de ensino-aprendizagem, para atender à diversidade de alunos que apresentam necessidades educacionais especiais.

A adaptações que serão realizadas de forma espontânea  e rotineira, no âmbito da sala de aula sob a responsabilidade do professor, dentro de atividades comuns à sala e no, no âmbito mais amplo do aspecto acadêmico da escola.

Acesse aqui o Referencial Sobre Avaliação da Aprendizagem de Alunos Com Necessidades Educacionais Especiais

 

MODALIDADES DE APOIO

Em Educação Inclusiva há três modalidades de apoio aos professores:

A) Acompanhante Pedagógica É uma professora auxiliar de sala em tempo permanente, com o olhar mais específico para um ou dois determinado(s) aluno(s) com necessidades educacionais especiais. Ela deverá estar apropriada do planejamento geral da classe, para poder fazer as devidas adaptações no mesmo, facilitando a execução por parte dos referidos alunos, das propostas da rotina da sala e, principalmente, deverá auxiliar ao professor da turma nos aspectos da gestão da sala de aula de que ela mais necessite e na avaliação e redirecionamento das propostas futuras, dirigidas aos alunos em questão.

B) Professor Itinerante Este profissional tem a função de auxiliar o aluno com necessidades educacionais especiais, na sua própria sala de aula, a realizar as atividades que lhe são propostas, com melhor compreensão, facilitando, também, o seu entrosamento com seus pares, na produção de algo conjunto. O professor itinerante atua em mais de uma sala de aula, colaborando com a professora no atendimento diferenciado a determinado(s) aluno(s)

apooio

C) Sala de Recursos É um serviço criado para auxiliar aos professores de sala no atendimento diferenciado aos alunos com necessidades educacionais especiais, no próprio horário de trabalho, visando assegurar-lhes uma orientação mais individualizada, minimizando, assim, as suas dificuldades de aprendizado. Os alunos que participam desse serviço são encaminhados por seus professores à Sala de Recursos, em horários combinados entre eles e o educador que irá atendê-los. O atendimento geralmente é feito em duplas e as atividades que lá se realizam são construídas pelo(s) próprio(s) professor(es) da classe, podendo ser adaptadas pela educadora responsável por esse serviço.

 

PRECISAMOS DE NOS AUTOAVALIARMOS

 

Nesta parte serei mais um psicólogo do que um educador. Mais do que explicar os caminhos para a promoção de uma boa Educação Inclusiva, quero propôs agora várias autorreflexões:

Estas perguntas abaixo retirei de um artigo intitulado “Inclusão – A nova perspectiva da educação”, da professora Irene Guimarães Coelho Magalhães,  publicado no Informativo Unicead (Montes Claros, abril de 2014, ano II, número 2).

Responda estas perguntas a si mesmo. Ou proponhas à sua equipe. Para o professor desenvolver boas práticas inclusivas deve se fazer estes questionamentos:

O processo das aulas responde à diversidade do alunado?
As aulas são preparadas para o trabalho na diversidade?

Atividades de cópia mecânica são evitadas?

As aulas são acessíveis a todos estudantes?

Os materiais curriculares contemplam os diferentes contextos e culturas dos alunos?

A linguagem usada em sala de aula é acessível a todos?

As aulas contribuem para maior compreensão das diferenças?

Os alunos são estimulados a ouvir opiniões diferentes?

O currículo estimula o entendimento das diferenças de cultura, deficiência, religiões, etc?

Os alunos são ativos no seu processo de aprendizagem?

Os alunos são estimulados a dirigir sua própria aprendizagem?

Os alunos são estimulados a ajudar os colegas?

A avaliação estimula o êxito de todos os alunos?

Há oportunidades de, em equipe, avaliar o trabalho realizado?

Os resultados das avaliações servem para introduzir mudanças?

A disciplina em sala de aula inspira-se no respeito mútuo?

Os alunos são consultados sobre como podem melhorar sua atenção para aprender?

As normas de comportamento são explícitas?

Os professores planejam, revisam e ensinam em colaboração?

Os professores compartilham do planejamento dos trabalhos na escola e nos de casa?

Os professores mudam suas práticas a partir das sugestões recebidas?

Os professores preocupam-se em apoiar a aprendizagem e participação de todos os alunos?

Eles reconhecem a importância de tratar a todos os alunos com equidade?

Os professores procuram desenvolver nos alunos a independência e a autonomia?

Os profissionais de apoio preocupam-se com a participação de todos?

Existe uma descrição clara acerca das funções e tarefas do pessoal de apoio?

Os deveres de casa contribuem para a aprendizagem de todos?

Os deveres tem sempre um objetivo pedagógico claro?

Estão relacionados com as atividades da escola?

Todos os alunos participam de atividades complementares e extra escolares?

São todos estimulados a participarem de diferentes atividades?

As visitas escolares são acessíveis para todos?

 

 

COMENTÁRIOS:

367 comentários em “AULA 2 – O PROFESSOR E O SEU PAPEL NA EDUCAÇÃO INCLUSIVA

    1. Ola !!
      Professor só com uma experiencia podemos ter outra visão, pois estou trabalhando como apoio de uma linda garota tem Paralisia Cerebral com certa estou aprendendo muita mais do que oferecendo.

    2. E eles tem dificuldade de entender assim. Digo eles porque sou professora de educação especial e percebo que também me enxergam diferente por trabalhar em sala de recursos.

    3. Não é nada fácil trabalhar com a diversidade, mas iste desafio é que faz brilhar meus olhos. Não desisto nunca dos meus alunos com deficiência ou dificuldade de aprendizagem vou em busca de leituras, trocas de experiências com os colegas na escola ou em cursos como estes. Penso que assim podemos crescer e aprender cada dia mais. Ver os progresso s dos meus alunos é como me ver neles. Certamente eu também contribui. Não tem dinheiro que pague estas conquistas em nossas vidas!

    4. Boa noite professor… acredito que quando o docente conhece seus alunos, sua história de vida, as lutas que as pessoas com deficiências travaram ao longo dos tempos, todo professor passa a ver seus alunados com um olhar diferenciado. Viva a inclusão!

    5. o professor preparado ou não deve ter em mente que a educação é um processo pelo qual se depara com diversas situações.O Verdadeiro professor é aquele que não desiste do seu aluno independente das circunstâncias.

    6. Professor, obrigado pela aula maravilhosa. Em relação as perguntas acima, infelizmente na minha realidade a maioria teria a resposta NÃO. No contexto em que atuo os professores possuem uma formação antiga, tradicional, Com pequenas execeções a maioria é do tempo cuspe e giz. Sé percebem que tem na sala algum aluno diferente se esser for do tipo muito indisciplinado, ou na concepção deles “sem limites”. Por mais informações e orientações que tento dar e até demostrar na prática que certas ações mais democráticas podem dar resultado positivo nada é o suficiente para que mudem a postura. Mesmo diante das legislações e das Orientações para adaptações curriculares e outras resoluções de amparo aos direitos desses alunos não atuam com nenhuma mudança e digo mais, não possuem nem a sensibilidades para aceitar as diferenças desses alunos.

    7. Boa Tarde,
      Professor Emílio grande contribuição nos seus relatos, dando total apoio e segurança no âmbito da inclusão social. Confesso que sinto muita alegria em ver alguém se dedicar tanto a uma causa que realmente merece total importância. No decorrer da minha vida convivi com meu pai que sofria de Mal de parkisom, muitas pessoas olhava torto para ele por causa da sua debilidade ocasionada pela doença, isso me dói até hoje. Há muito a se fazer para haver uma total inclusão de todas as pessoas que sofrem de algum tipo de necessidade especial. Eu como pedagoga tenho visto escolas receberem crianças com alguma dificuldade e que a escola não está adaptada a receber esse aluno mas por uma questão de conseguir reduzir seus impostos acabam por incluir a criança por benefício própio. Mais parabéns por sua digna missão.
      Abraços.

    8. estou confusa onde responder ou como participo das aulas
      em relação ao que já entrei em contato, o professor que tem contato com alunos especiais antes de tudo tem que ter um contato direto e tentar entender e se apropriar da situação real de seu estudante, conhecer para poder iniciar o seu trabalho.
      a pesquisa da dificuldade é o primeiro passo para a realização de um bom relacionamento a conversa com a familia tem que ser muito aberta para resultados produtivos.

    9. Boa Noite!
      trabalhar com educação, é ter sempre um olhar diferenciado e esta sempre disposto a ensinar e a transmitir o conhecimento independente da sua capacidade.

    10. Nós educadores devemos estar preparados, capacitados para oferecer um educação de qualidade seja a diversidade encontrada em sala de aula.

    11. Sou professor de Física do Ensino Médio Regular, tenho um aluno com Deficiência Intelectual. Ele é muito inteligente e gosta de estudar alguns assuntos específicos. Ele é o melhor aluno de Física. Desde o ano passado ele se destaca. Trabalho no CEd 15 de Ceilândia-Df, e faço questão de registrar todo bimestre esse aluno como destaque, além dos meus depoimentos nas coletivas.

    12. As aulas estão sendo muito produtivas. Estou aprendendo bastante a lidar com crianças com necessidades especiais de aprendizagem. Obrigada!

    1. Concordo a diversidades são muitas. Mas o amor e a educação é para todos. A inclusão rompe barreiras e desperta um amor incomparável pela profissão docente

    2. Nos educadores temos que tratar nossos educando , com igualdade respeitando os limites de aprendizagem de cada um deles.
      Cada criança possui seu próprio ritmo de aprendizagem.
      Todo criança apresenta um ritmo único no processo de evolução. Cada pessoa tem uma história particular e única, formada por sua estrutura biológica, psicológica, social e cultural. Esse fato ocorre tanto no ambiente familiar quanto no escolar.

    3. Muito interessante e enriquecedor, a segunda aula. Contribui para meu aprendizado como professora, e me aperfeiçoa nos conhecimentos de educação especial. Estou certa, q boas aulas virão, e abrirá mais caminhos para a inclusão dos q necessitam . Realmente, TD q for feito com o coração, será um espaço para uma nova vida progredir e viver em liberdade.

    4. este curso super bom para eu que estou quase me formando pra professora, que bom professor ter essas orientacao.
      sobre a incluisao.

  1. Olá professor !
    Nesta segunda aula fiquei ainda mais encantada com sua historia de vida , e assim não nos deixa nenhuma duvida de que o deficiente pode tudo, depende de sua força de vontade e de um professor com esse que o senhor teve o professor Maroca .
    Abraços.

    1. Muito interessante e enriquecedor, a segunda aula. Contribui para meu aprendizado como professora, e me aperfeiçoa nos conhecimentos de educação especial. Estou certa, q boas aulas virão, e abrirá mais caminhos para a inclusão dos q necessitam . Realmente, TD q for feito com o coração, será um espaço para uma nova vida progredir e viver em liberdade.
      Professor, eu já trabalhei com crianças portadoras de deficiências. A princípio, pra mim, foi um desafio, pq era TD novo. Fiquei até com medo de não corresponder as minhas expectativas e tbm dá escola. Mas, para minha surpresa, o garoto, era tão amável e tbm bem melhor q os ditos normais. O segredo de como trabalhar com essas crianças especiais, é entender q eles são crianças q precisam de nós e q necessitam de compreensão e a base é o amor.

  2. Mais uma aula instigante! A atuação pedagógica frente à diversidade humana deve ser fator imprescindível na formação docente. Muito bom!

  3. Bom dia….
    Estou maravilhada de poder fazer parte de um programa tão rico, nos dias atuais percebemos que as crianças por um motivo ou outro tem dificuldades de aprendizagens é só por meio de muito estudo que vamos conseguir encontrar caminhos que nos levam a refletir um pouco mais sobre INCLUSÃO.
    Parabéns Emílio por essa iniciativa.

  4. Bom dia!! Trabalhar com inclusão, é sem dúvidas um exercício de cidadania constante. A experiência, é com certeza uma lição para todos, portadores ou não, de algum tipo de deficiência. Este curso, com certeza, está ampliando a visão cobre o assunto, e enquanto professora, depois desta aula, minhas práticas pedagógicas serão ampliadas, com os questionamentos apresentados aqui, pude rever minhas técnicas e adaptá-las para promover a verdadeira inclusão. Muito obrigada! Até a próxima.

  5. boa,tarde,como,sempre,sua,aula,e,surprendente,mais,conhecimentos,adqueridos,claro,que,professores,devem,entender,seus,alunos,como,unicos,em,suas,diversidades,e,limitações,sendo,ou,não,inclusivos.abraços.

    1. Boa noite professor Emilio, parabéns pela bela iniciativa, estou impactada com cada leitura, esta sendo muito proveitoso todo material
      muito obrigado!!

  6. Mais uma aula que me deixou encantada primeiro com seu relato de vida e com o depoimento de como foi sua inclusão na escola, e como o professor fez a diferença na sua vida . Já trabalho com muito amor com essas agora com certeza vou trabalhar melhor com esse curso que esta nos proporcionando.Parabéns professor por essa brilhante iniciativa.

  7. Realmente um professor só estará preparado para trabalhar com um aluno deficiente quando tiver a oportunidade de te-lo em sua sala , pena que alguns não sabem aproveitar a oportunidade, deixam a responsabilidade para os profissionais de apoio ignorando que o aluno faz arte da classe.

  8. Boa tarde! Com certeza nós como professores devemos rever nossas praticas pedagógicas todos os dias, para fazermos um bom trabalho com os alunos especiais…

  9. Olá,infelizmente ainda existe professores que não estão preparados para trabalhar com a inclusão.É preciso um projeto político-pedagógico que funcione em escola que o professor tem este pensar.

  10. Boa Tarde !
    Professor Emílio!
    É sempre um desafio trabalhar com aluno especial, apesar de nossas limitações e falta de conhecimento, mesmo assim, busco aprender mais.
    Ter a oportunidade de conviver com um aluno especial é muito gratificante.
    Essa aula foi muito importante para nós que somos professores.
    Um abraço!

    Maria de Jesus

  11. Impossível não ir as lágrimas ao perceber as duas faces dos professores, aqueles que amam de coração o que fazem e aqueles que visam o dinheiro, só tenho a agradecer sempre achei que é possível ser um educador flexível amável e exemplo para os próximos que virão VC me inspirou a nunca desistir de levar carinho, educação e valores ao meus alunos. Quero ser como VC quando crescer!

  12. É muito gratificante trabalhar com criança especial, eu trabalhei e fiquei satisfeita e através de todo nosso esforço vemos o quanto temos que nos preparar e aprender cada dia mais para fazer um trabalho de qualidade.

  13. A função de professor é um desafio sempre, mas quando colocamos o amor pela profissão à frente de tudo conseguimos superar os obstáculos e obter resultados. Este é o segredo… trabalhar por amor e com amor.

  14. O professor nunca pode dizer não estou preparado para receber uma criança com deficiencia dentro da sala de aula, ele deve sim procurar subsídio para que a inclusão realmente acanteça assim ele terá um trabalho satisfatório.

  15. olá . estou muito maravilhada com material , as informações e tudo o quanto nos colocam a refletir e repensar , muda toda a concepção .valeu.

  16. Penso que todos os professores deveriam se especializar em Educação especial e se preparar para a inclusão , para ter um outro olhar à esses alunos e ser justo com os mesmos. Gostei muito do material.

  17. Professor Emílio, boa tarde!

    Primeiramente gostaria de parabenizá-lo pela iniciativa de propor essas aulas instigando-nos importantes reflexões sobre a educação inclusiva e inspirando-nos com sua história de vida!
    Em relação ao conteúdo, reconheço e concordo plenamente com importância do papel do professor nesse processo, seu amor, sua fé, dedicação, determinação, persistência, entre outras tantas qualidades profissionais que podem fazer a diferença na vida de um aluno. Contudo, gostaria de pensar um pouco sobre a realidade da escola pública, na qual carece de recursos (financeiros e materiais) necessários para realizar as adaptações demandadas para uma educação inclusiva. A contratação de um Acompanhante Pedagógico ou Professor Itinerante e a construção de uma Sala de Recursos, por exemplo, demandam gastos que muitas vezes, as escolas públicas não tem como arcar. A inclusão escolar como direito precisa existir junto com a garantia das condições necessárias para sua realização, sem a qual não será possível tornar esse direito uma realidade. Há na legislação, a garantia de recursos públicos destinados para esse fim, para que possamos exigir aquilo de que necessitamos? O FUNDEB – Fundo de Manutenção da Educação Básica determina algum fundo específico destinado a suprir as necessidades demandadas à inclusão escolar?
    Gostaria de saber mais também, sobre como é e como funciona uma Sala de Recursos, alguns exemplos, quem sabe fotos e vídeos. O que for possível.

    Grata pela oportunidade!
    Abraço fraterno.
    Profª Darlyene

    1. Oi boa noite! Estou amando as aulas. Realmente o professor quando vai trabalhar com a criança de inclusão fica ansioso e diz que ser a difícil! Não espera receber a criança e conhece-la primeiro para depois trabalhar e buscar conhecimentos para fazer o melhor pela criança. Temos que sair da zona de conforto! Aprendendo a conhecer a criança vai ajudar muito , mas temos que fazer o nosso melhor. Obrigada pela oportunidade de fazer esse curso com você!

  18. Os professores tem que estar preparados para trabalhar diversidade tenho experiência em uma escola do estado que fiz estágio o professor não tem nem um preparo para lhe da com essa situação e deixava a criança no fundo da sala com brinquedos e dava aula para as demais crianças que não tem deficiência alguma, enfim uma boa preparação da parte do professor resolveria o problema. Professor seus materiais são excelentes e até me ajudou na prova.

  19. Também trabalho com crianças especiais,e vejo a luta diária das famílias pelo direito à inclusão de seus filhos.São mães e pais que não desistem,um exemplo a ser seguido.

  20. me sinto privilegiada em assistir documentários enriquecedor como esse, me faz a acreditar que o impossível existe somente para os que não tentam.

  21. Linda aula!!! Fiquei maravilhada com o bate papo com o Professor Maroca. Professores deixam marcas em seus alunos. Que possamos deixar lindas marcas.

  22. Que maravilha de documentário é com relatos assim que percebemos que temos que mudar pois o professor professor pode fazer a diferença na vida do aluno. E que aula espetacular!!!

  23. A educação especial no contexto histórico vem ganhando bastante espaço, nas ultimas décadas com importantes contribuições de pesquisa e aprofundamento sobre o assunto e na área educacional e da discussão das politicas, participação social das crianças, adolescentes e de adultos com algum tipo de deficiência. O avança do decorre dessa historia é bem fortalecido por leis que defendem e apoia o deficiente e com um grande avanço politico e teórico vem modificando a posição que a deficiência ocupa socialmente, mas a construção de projetos educacionais que incentiva inclusão ainda enfrenta obstáculo a ser desafiado pelos educadores. Há quase trinta anos a educação especial vem sendo discutida em diversos países mas o desafio aqui no Brasil não foi deferente já que as oportunidades educacionais para todas as crianças são as mesmas que ocorrem nos países vizinhos e enfrenta as mesma dificuldades no processo de inclusão.

  24. Excelente exposição do assunto. Gostaria de saber sobre a formação do Professor auxiliar, e necessário ter licenciatura? Existe alguma legislação que ampara esse profissional?

  25. Admiro a historia do professor Mario Flavio pois ele e muito dedicado.Se todos os professores fossem assim teríamos uma educação de qualidade.

  26. Boa noite professor, sou psicopedagoga e também trabalho em uma escola de educação infantil. Estou me especializando em educação inclusiva. Felizmente, em minha escola não temos problemas com a inclusão, os nossos profissionais e toda a comunidade escolar são ótimos nessa questão da inclusão. Recebemos crianças com qualquer tipo de deficiência e, não é que temos grandes recursos físicos ou econômicos, mas, o que temos é muito amor e criatividade para promovermos a inclusão. Sei por experiência que com amor à profissão como demonstrou seu antigo professor, todos os alunos são iguais e ao mesmo tempo diferentes, essa diferença é que faz do nosso trabalho de professores educadores uma missão tão maravilhosa. Me lembro quando criança que alguém disse: essa menina é “boiota” nunca vai vai nem falar quanto mais aprender a ler ou escrever, A “a bobinha da madrinha” hoje ajuda crianças com o mesmo problema…Isso é maravilhoso! Parabéns pra você que também superou barreiras e está aí ajudando a todos nós.

  27. Esse ponto é o diferencial… o novo olhar…um olhar sensível às diferenças. Um olhar que faz a diferença…
    É papel do educador inclusivo desenvolver técnicas para aprimorar a relação sócio afetiva, primeiramente e a partir dessa relação, partir para a construção das habilidades.
    A escola inclusiva não é só a que acolhe esses alunos, mas principalmente se compromete em assegurar todos os seus direitos e as melhores condições de interação e desenvolvimento.
    O educador, como mediador desse processo, precisa conhecer de perto seus alunos, para estar familiarizado com as estratégias cognitivas aplicadas por eles na resolução de situações-problema.
    No fazer pedagógico, também se faz necessário a exploração de temas transversais e a integração entre as diversas disciplinas, visando ao exercício da cidadania, à aceitação das diferenças e ao desenvolvimento do sentimento de pertinência à nação brasileira. Por conseguinte, os alunos poderão atuar de forma mais consciente e responsável, reconhecendo-se capazes de agir para transformar.

  28. É muito estimulante a sua história. Serve de exemplo para qualquer educador que deseje exercer suas práticas com base na democracia e educação inclusiva, de qualidade para todos, resultando em êxito, formando sujeitos críticos, reflexivos, éticos, cidadãos capazes de ler o mundo, de participar, transformando-o num lugar melhor para todos, com respeito às diferenças, justiça social, solidariedade e paz. A inclusão é fundamental.

  29. TRABALHAR COM INCLUSAO TEM SIDO UM DESAFIO PRAZEROSO, POIS SO EM VER O SORRISO NOS LABIOS DOS MEUS ALUNOS É GRATIFICANTE E ESSAS AULAS TEM SIDO BASTANTE SIGNIFICATIVA PARA MEU TRABALHO COMO DOCENTE E PARA ESTIMULAR MEUS QUERIDOS ALUNOS QUE SEM DUVIDA SAO CAPAZES DE MUDAR O PENSAMENTO DE PESSOAS QUE TALVEZ OS MENOSPREZE,OBRIGADA POR PROPORCIONAR A NOS EDUCADORES MOMENTOS DE APRENDIZAGEM .

  30. O professor, talvez seja um dos maiores instrumentos na vida daqueles que de alguma forma precisam ser incluídos e se ele tiver como parceiros a família e o aluno, as possibilidades de sucesso serão infinitas. Todos nós precisamos nos sentir incluídos em algum momento de nossas vidas e quando nos colocamos no lugar do outro ou lembramos de algum fato ocorrido conosco, percebemos quão valioso é esse trabalho. Levar um aprendiz a realizar novas descobertas e se sentir inserido no grupo, é algo que exige uma sensibilidade que se não for nata deverá ser praticada como exercício diário. Todos crescemos neste processo, é gratificante perceber colegas de turma interagindo entre si independentemente das limitações que a vida impõe.

  31. A segunda aula tem um tema que eu escuto todo dia os professores dizer que náo sabe trabalhar com pessoa que tem deficiencias, perguto a eles se eles estão ensinando e setem aluma formaçãp academica ou são todos analfabetos fico idiguinada pela a falta de amor dos professores não so com as pessoas com deficiencias mais com os seus alunos. Lucia de Fatima de Araujo Santana

  32. A segunda aula tem um tema que eu escuto todo dia os professores dizer que náo sabe trabalhar com pessoa que tem deficiencias, perguto a eles se eles estão ensinando e tem alguma formaçãp academica ou são todos analfabetos fico idiguinada pela a falta de amor dos professores não so com as pessoas com deficiencias mais com os seus alunos. Lucia de Fatima de Araujo Santana

  33. É verdade ! Ainda existe professores que não estão capacitados pra promover uma nova realidade na área da educação, mais aos poucos isso, está mudando e vai mudar cada vez mais.

  34. Trabalhei e trabalho com educação inclusiva e sempre pensando e tentando colocar-se no lugar da criança. Muitas vezes não é fácil, nem tanto o trabalho com a criança, mas com os colegas de trabalho. Que por sua vez dizem não sabercomo, trabalhar, mas em seus palpites querem que todos sejam iguais. Costumo trabalhar em sala, dizendo que todos somos gente, porém diferente, que nem os dedos de nossas mãos são iguais, sendo assim cada um tem suas peculiaridades e que devemos respeitar e ajudar. Estou muito grata por esta oportunidade, algo que veio ao encontro do que penso. Trabalhar educação usando principalmente o coração, a acolhida, o carinho, atenção, isto todo os dias com todos as crianças, pois todas são especiais.

  35. Acredito piamente na educação inclusiva, luto por ela todos os dias. Tudo se torna mais fácil, quando, para além da formação académica (fundamental), deixarmos-nos levar pelo coração, colocando-nos no lugar do outro, ajudando-o a desenvolver-se.

  36. Educação e afetividade precisam caminhar juntos, tanto para com alunos ditos normais, quanto para alunos com necessidades especiais. Desta forma, a construção de conhecimentos se dará de forma prazerosa e efetiva. Vide, seu caso, Emílio.

    A técnica (longe de ser método) aliada à afetividade dá segurança e motivação ao aluno, para questionar e avançar em sua caminhada.

  37. Essa aula foi muito produtiva, através dessas aulas estão facilitando no meu crescimento como acadêmico como profissional, sei que como futuro educador irei deparar com várias situações, e cabe a me qualificar para que eu possa encarar todos os tipos de situações existentes na sala de aula.

  38. Emílio é sempre muito bom poder ver depoimentos como este seu,grande exemplo de persistência e superação amo tudo isso.

  39. Simplesmente encantada com sua historia de vida Professor Emilio, e como nós professores devemos ter esse olhar de possibilidades e acreditar que todos são capaz, que sejamos professores Marocas nesse mundo desafiador.:)

  40. Olá, nessa segunda aula foi bem enfatizada a questão da importância da metodologia do professor para o desenvolvimento de um aluno deficiente, o seu documentário professor Emilio, me fez reviver varias coisas ocorridas no meu processo educacional, onde me deparei com professores que se preocuparam em fazer um bom atendimento comigo, como encontrei professores que me viram simplesmente como algo que apenas estava ali para ocupar espaço, lembro me bem de uma professora que me deu uma desenho de um cenoura mimeografada super apagada e me mandou pintar, como relatei no outro comentário que sou deficiente visual, a cenoura era da direita para esquerda da folha, eu pintei o inverso, ou seja, não consegui executar a tarefa com êxito, e professora me disse “você pintou errado”, frase que nenhum professor deve dizer a seus alunos, porque no meu caso serviu de motivação, mas hora me senti desmotivada, mas como a inclusão não se faz só na escola, tive o apoio familiar e galguei o meu caminho com muitos obstáculos, mas com determinação. Lutei para me tornar uma professora de inclusão e contribuir para amenizar essa discriminações que acontece diariamente com os deficientes e consegui, e seu curso veio só a somar.

  41. Obrigada por nos presentear com este curso, que muito tem esclarecido a respeito da Inclusão, pois muitas coisas têm se falado mas pouco feito.

  42. Muito gratificante o documentário e as matérias em sim. Realmente de todos os cursos que já realizei nenhum complementa tanto na minha área pedagógica quanto esse. Obrigada por proporcionar a mim e acredito que a todos, tamanho conhecimento, e parabenizo a todos envolvidos a este excelente trabalho.

  43. Boa Noite a todos!
    Aula com uma mensagem final belíssima, concordo em gênero, nº e grau quando o professor diz ” o melhor caminho que um professor pode ter para promover a Educação Inclusiva sempre será o caminho do coração”, essa frase resume todo o papel do professor junto a educação inclusiva.
    Um abraço fraterno,
    Goreth Barrozo

  44. Maravilhosa aula professor Emílio… dia desses na reunião pedagógica eu citava isso… quebrar chavões de que “o professor não teve formação adequada para trabalhar com inclusão ” . Somos capazes sim, nós podemos sim !!! Obrigada

  45. Com essa segunda aula ,tive a certeza que o professor pode elevar a vida se seu aluno como pode destrui-la, mito obrigada.

  46. Tudo que é novo assusta! Concordo plenamente com esse fato. Porém, ser educador é antes de tudo acreditar na capacidade que você tem de ajudar o outro a se formar ser humano. Amei esses depoimentos e vivo na minha sala de aula a inclusão de jovens deficientes físicos e mentais , que tem se superado a cada dia. Minha contribuição maior para com eles é acreditar que são capazes de conseguir o que queremos. Sem perder de vista que para alcançar as metas e objetivos precisamos traçar caminhos diferentes onde cada um faça o seu percurso do seu jeito e no seu tempo. Isso é respeito ao outro ! Mas não devemos achar que essa postura se enquadra apenas aos deficientes com laudo, deve ser uma prática para todos os estudantes. Pois cada uma tem seu ritmo e deve ser respeitado.

  47. Aprendi muito, realmente!
    Parabéns aos dois excelentes educadores e pessoas maravilhosas. Fiquei muito emocionada ao ver a sensibilidade do Professor Maroca, e espero que o exemplo dele possa me inspirar a cuidar tão bem de meus alunos, tendo esse mesmo olhar. Quanto ao Professor Emílio, agradeço imensamente por me mostrar sua luta e superação, e que lembrando sempre de seu exemplo eu possa enxergar esse mesmo potencial em meus alunos! Parabéns, você é realmente um grande vencedor!

    Só uma observação: os textos contém algumas incorreções de ortografia e gramática. Seria interessante revisá-lo.

    Muito obrigada.

  48. NEM TODO PROFESSOR ESTÁ PREPARADO PARA TRABALHAR A INCLUSÃO.
    CABE AO GOVERNO ACHAR MEIOS PARA CAPACITAR ESSE PROFISSIONAL PARA QUE ELE POSSA ATENDER ESSE ALUNO
    E TAMBÉM A FAMÍLIA TRCOM QUALIDADE E SEGURANÇA.
    E TAMBÉM A FAMÍLIA CAMINHAR JUNTO COM A ESCOLA,OU SEJA,PARTICIPAR DA VIDA ESCOLAR DO SEU FILHO PARA QUE TUDO FLUA BEM.

  49. Mais uma aula produtiva, o documentário maravilhoso,a cada aula estou maravilhada acrescentando muito na minha prática pedagógica.Que experiência maravilhosa vivida pelos dois, prof. Emilio e prof. Maroca, parabéns .

  50. Nossa me emocionei!!! Em saber o que uma oportunidade faz toda diferença na vida de uma pessoa, e temos que estar atento de que forma estamos marcando o aluno se de maneira positiva ou negativa. Sem palavras para expressar! Isso que luta garra e determinação!!!!!

  51. Excelentes conteúdos muito bem explicados e de uma contribuição maravilhosa para nossa prática e reflexão. Suas experiências nos emociona e nos estimula cada vez mais a desenvolver um trabalho com um olhar de carinho e amor para esses alunos, oferecendo-lhes desafios para que os mesmos se sintam cada vez mais parte dessa inclusão respeitando seus limites, para que possam superar barreias que os impede seu desenvolvimento sócio educacional.

  52. OBRIGADA PROFESSOR EMÍLIO PELAS NOVAS EXPERIENCIAS.
    SEMPRE MUITO GRATIFICANTE AS AULAS DE INCLUSÃO.
    ESSAS AULAS E OS ALUNOS SÃO APAIXONANTES.
    QUANTO MAIS SE APRENDE MAIS VONTADE DE BUSCAR MUITO E MUITO MAIS.
    PARABÉNS PELO VÍDEO AMEI.

  53. Meu Deus……. cada vez mais encantada pelo material, pelas reflexões que nos são propostas!!! Amo incluir!!!!!! Mas, infelizmente a luta é grande ainda…… conseguiremos!!!!

  54. Incrível e enriquecedora sua história prof. Emilio, você acaba de inspirar e não me fazer desistir da minha escolha de vida, ser professora. Etenho curiosidade e muito amor por crianças, todas elas, pois são todas especiais na sua essência e devemos conhecer e respeitar a individualidade de cada um. Abraço e sucesso.

  55. Boa noite prof: Emílio, agradeço a oportunidade de poder desfrutar de seus conhecimentos e ensinamentos de vida, gostaria que me enviasse o e-mail do certificado do curso CONVERSANDO SOBRE EDUCAÇÃO INCLUSIVA novamente, pois sem querer minha filha apagou, peço-lhe desculpa pelo transtorno, e novamente muito obrigada.
    Att: Solange

  56. Ainda é um grande desafio trabalhar com a Educação Inclusiva. Os professores não se sentem totalmente capazes de trabalhar com a inclusão, já que os mesmos não receberam orientações na universidade , na qual frequentou. É de suma importância que as universidades preparem seus alunos para enfrentarem a Educação Inclusiva. A escola precisa estar preparada , bem como toda comunidade escolar. A escola deve ser um lugar onde os alunos gostem de frequentar. Um lugar adequado a permanência do aluno. É preciso que a Lei de Inclusão não fique apenas no papel. É importante que todos na escola vistam a camisa da inclusão.

  57. Boa noite! professor Emílio estou a cada aula mais encantada com sua história de vida, reflexões belíssimas a cerca do assunto e o caminho será mesmo o do coração.

  58. Boa tarde Professor Emílio,
    Peço por gentileza se possível me reenviar meu certificado do curso CONVERSANDO SOBRE EDUCAÇÃO INCLUSIVA, pois tive um problema e não consegui imprimi-lo. Aguardo um retorno.
    Francisca Adjanilma Felipe Jacó

  59. Obrigada professor ! excelente aula , na segunda aula foi muito esclarecedora me tirou diversas dúvidas e ao mesmo tempo orientações, principalmente no acolhimento para com o aluno com deficiência auditivo, mesmo com toda evolução os recursos são poucas para se trabalhar,essa fiquei muito decepcionada depois de percorrer todas as livrarias da minha cidade a procura de de livros e dicionários de libras, quando me referia as atendentes e perguntava sobre o material pareciam não está entendendo nada , realmente não estavam porque não tinham conhecimento!

  60. Olá Prof. Emílio Figueira
    Este é o tema da minha MONOGRAFIA EXCLUSÃO/E INCLUSÃO: UMA DIALÉTICA DENTRO DA EDUCAÇÃO INFANTIL. Estou pesquisando muitos livros e por acaso encontrei você. Fiquei maravilhada com grande informação que tenho recebido . Espero tirar boa nota na minha MONOGRAFIA vou defender em maio . Muito obrigado. Agradeço de antemão a sua ajuda. Sou graduanda em PEDAGOGIA.

  61. A Educação Inclusiva, vem somente aumentar os espaços dos estudantes portadores de alguma deficiência pois assim os mesmos terão a igualdade de espaço entre todos os colegas e também um melhor aprendizado dentro das possibilidades de conhecimentos que encontrarão dentro da escola.
    A Educação inclusiva vem abrir portas para todos, tornando uma escola igualitária e mais consciente.

  62. Boa tarde!
    Estou gostando muito de todo conteúdo apresentado, está sendo bastante satisfatório.
    A Educação Inclusiva é na atualidade um grande desafio e só através do aperfeiçoamento poderemos romper as barreiras ainda existente nas escolas.
    Agradeço ao Profº Emílio pela oportunidade de participar dessas aulas maravilhosas.

  63. Boa noite!
    Participar destas aulas, tem me levado a clareza de um mundo o qual antes eu não percebia, pela minha ignorância.
    Obrigada pelo material indicado professor.

  64. INCLUSÃO – UMA SOCIEDADE PARA TODOS… QUE AULA LINDA PROFESSOR… A CADA DIA ME ENCANTO ME SINTO FASCINADO… QUE AULA RICA DE CONTEÚDO!!! Na verdadeira inclusão social, é a sociedade que deve ser modificada para incluir todas as pessoas. Ela precisa ser capaz de atender às necessidades de seus membros. A inclusão social é um processo que contribui para a construção de um novo tipo de sociedade através de transformações, pequenas e grandes, no ambiente, espaços, equipamentos, aparelhos, utensílios, transporte e na mentalidade das pessoas, inclusive, do próprio portador da deficiência. Assim, estaremos equiparando oportunidades para todos. E então poderemos dizer: Educação inclusiva, transporte inclusivo, lazer inclusivo, etc. Ou ainda, educação para todos, transporte para todos, lazer para todos…

    Deve-se enfatizar que além de fornecer espaços adequados, esta sociedade fortalece as atitudes de aceitação das diferenças individuais e de valorização da diversidade humana e ressalta a importância do pertencer, do conviver, do cooperar e contribuir que todas as pessoas podem dar para construírem vidas comunitárias mais justas, mais saudáveis e mais satisfatórias.

    A inclusão é uma proposta, um ideal. Se quisermos que a sociedade seja acessível e que dela todas as pessoas possam participar, em igualdade de oportunidades, é preciso fazer desse ideal uma realidade a cada dia. As ações de cada indivíduo, das instituições e dos órgãos públicos, deve ser pensada e executada no sentido de divulgar os direitos, a legislação e programar ações que garantam o acesso de todas as pessoas a todos os seus direitos. Sabe-se que mudar o contexto de uma hora para outra é impossível. Desejar uma sociedade acessível e se empenhar pela sua construção não pode significar o impedimento de acesso das pessoas com deficiência aos serviços atualmente oferecidos, pelo contrário, deve-se manter o olhar no ideal, mas os pés na realidade. A inclusão envolve mudanças em todas as pessoas e é um trabalho longo e desafiador. Igualdade de oportunidades é um desejo de muitas pessoas para um futuro, que esperamos, seja breve.

  65. Sim as praticas pedagógicas não são fixas elas devem ser moldadas de cordo com o alunado e necessário portanto que os professores saibam organizar situações de ensino aprendizagem que possa, atender satisfatoriamente as necessidades

  66. O processo de educação inclusiva é ainda um grande desafio, mas é possivel se consolidar quando começarmos a conceber a diversidade de modo pedagogico e humano. Em primeiro lugar a aceitação do outro.

  67. O professor tem que se adaptar a toda necessíidades que o aluno tiver porque ele estar ali para ensinar os seus alunos sem distinção,E a escola como se papel principal ajudar esse professor para q juntos tenham um uma satisfação que só é feita coração .Para aqueles q necessitam de um olhar mas atencioso.

  68. O professor deve ter um olhar atento para cada um daqueles que recebe todos os dias para ensinar, bem como para aprender também. Nós professores aprendemos todos os dias com nossos alunos.

    1. Estou amando os procedimentos,são muito importantes e necessários,que realmente os mestres coloquem em prática tudo que aprendemos.Trabalhar com qualidade e conteúdo.Bacana

  69. Com a forma lúdica o aluno desenvolve o cognitivo, auto estima, efetividade relação ao outro trabalho em grupo de maneira simples e objetiva junto ao material concreto.

  70. É de grande vália o aprendizado, como é bom poder fazer parte de contesto. Hoje trabalho como cuidador educacional no IFPB. Professor gostaria de mais dicas para ir aperfeiçoando meu trabalho.Abraços

  71. Que alegria conhecer essa história professor!!! Me sinto enriquecidade de conhecimento e de humanidade. Um grande abraço!!! Professores com bela lição e exemplo de vida!!!!

  72. O desafio na vida de um professor e constante, mas quando colocamos o amor no que fazemos se torna mais fácil obter os resultados q queremos. Entretanto temos q ter consciência que cada aluno e unico e que muitas vezes necessitam de coisas que nao estão ao nosso alcance. Devemos sempre pensar em inclusao com responsabilidade.

  73. O professor/ a professora deve ter consciência primeiramente que a escola é o local onde as diferenças são respeitadas e potencializadas. Falar em inclusão nas escolas é ter a plena convicção que o direto de todas as alunas e alunos serão respeitos. A inclusão social é um papel desafiador que deve ser bem elaborado e planejado, pois caso contrario teremos apenas a inserção da diversidade social em sala de aula e não de fato uma inclusão.

  74. Acredito que a inclusão exige dos professores e das escolas uma mudança de postura. Há no processo de inclusão uma mudança do olhar, deixa-se de lado a postura generalista e passase a trabalhar com a individualidade respeitando os tempos de aprendizagem de todos os estudantes. A meu ver a inclusão trás benefícios para toda a escola: exige o repensar dos processos de ensino-aprendizagem; estimula a aprendizagem do professor; ensinar a prender e respeitar as diferenças; desenvolve solidariedade e redes de apoio; entre outros fatores. Para Autun e Mantoan a inclusão sugere uma transformação na lógica do conhecimento. Assim, para garantir a participação de todos os alunos, é necessário transformar a escola. Ou, como sugere Mantoan (2003, p.56).), “virá-la do avesso”. Estabelecendo uma nova ordem exigindo a “mudança em todas as pessoas e é um trabalho longo e desafiador”. Mas, possível desde que tenhamos a abertura de cada individuo e dos espaços escolares para que o processo aconteça de fato e de direito; pois não basta que seja apenas lei é preciso colocar em prática, mudar a escola e mudar a postura das pessoas com urgência.

  75. É muito gratificante trabalhar com a Educação Inclusiva…
    E essa 2 Aula trouxe muitos conhevimentos para minha prática escolar… A cada dia estou mais encantada com o Curso…
    Obrigada…

  76. Curso maravilhoso pra minha pratica educativa e tenho aprendizado bastante com esses conhecimentos adquirido no decorrer das aulas.

  77. Que história brilhante professor Emílio!
    Assistindo a segunda aula desse curso, lembrei-me da fala do Professor David Rodrigues quando ele afirma que a inclusão escolar, provavelmente, seja um movimento para que nunca deixemos de refletir sobre o funcionamento escolar, para que possamos sempre nos perguntar quais caminhos seguir e por onde devemos ir.
    Sendo assim, nunca estaremos preparados nem deveremos estar, pois o que mais importa é estar se preparando a cada dia, conhecendo as individualidades, potencialidades e dificuldades de cada aluno com deficiência, de maneira que lhe proporcionemos uma educação de qualidade.

  78. Está segunda aula nos incentiva a acreditar que ser educador é mesmo vocação.Um sacerdócio.
    Somos um mestre com a missão de trazer a luz ao universo de cada individuo.Devemos olhar cada ser dentro de suas potencialidades e buscar desenvolve-las adequando cada ação às habilidades que possuem
    O professor deve primeiramente se perceber.Enxergar o seu próprio olhar diante de qualquer aluno que apresente uma deficiencia.Segundo buscar conhecer profundamente cada dificuldade e assumir o papel de mediador para adaptar estratégias que possam alcançar resultados naquele que atendemos às necessidades educacionais especiais.
    Buscar também entender o.processo de como ele aprende ajudará bastante.Por isso sugiro contato com profissionais que possam contribuir com orientações adequadas.
    Gostei muito da aula.
    Ótimas considerações

    1. Um olhar diferenciado pode mudar toda caminhada de uma pessoa em todos os aspectos. E feliz daquele professor que consegue ter esse olhar e transformar o futuro dessas pessoas. A humanidade precisa melhorar suas atitudes frente as dificuldades do outro, Isso sim pode promover grandes transformações.

  79. Um olhar diferenciado pode promover grandes transformações na vida de muitas pessoas. Feliz daquele professor que tem esse privilégio!!

  80. conclui os materiais da segunda aula e considerei muito positiva com material bastante abrangente em termos de educação inclusiva.

  81. Amei esta segunda aula. Fiquei feliz em saber que existem professores que se importam com seus alunos. Que existem alunos que vão além do quwe sets olhos podem ver. Temos uma história de vitórias em nossa família. Sou professora por amor a essa profissão. Inclusão é meu lema.

    1. Inclusão no âmbito escolar é de fundamental importância. Concluí o material da segunda aula e já estou esperando a terceira.

  82. Obrigada professor Emílio, por proporcionar essa oportunidade formativa no que que tange a questão “inclusão”…. Parabéns !!!

  83. Olá professor a 1 aula foi ótima a 2 aula excelente. Estamos aprendendo muito e com certeza vamos colar em pratica tudo que estamos aprendendo neste curso.

  84. O professor só saberá o q é inclusão quando se deparar com o fato a sua frente, tendo q buscar diferentes estratégias para atingir a aprendizagem do seu aluno, porque aprender todos aprendem, mas cada um tem seu tempo e modo para que está aconteça. A inclusão é bonita quando feita de forma correta e com carinho. A interação entre os alunos é muito importante para este papel de aceitação do outro como ele é. Qualidade todos temos, basta conhecermos nossos alunos e realizar um trabalho onde o professor seja o mediador do conhecimento e não a figura máxima dentro de uma sala de aula. Sempre trabalhei com alunos q precisavam de apoio, surdos e autista, etc, porém o primeiro passo é a aceitação desses alunos em sala de aula, depois entra a interação entre os alunos, sem fazer rótulos e por fim partir para as diferentes instrumentos de educação. Devemos seguir uma linha de ensino, na qual acreditamos e como o professor Emílio confio muito em Vygotsky que acredita q o indivíduo aprende com o meio, através da interação social. Estou gostando muito do curso, pois é meu ramo de trabalho e venho anos desenvolvendo a inclusão propriamente dita, embora vejo q nem todos ainda compreende esse trabalho que é tão bonito e enriquecedor para nós mesmos.

  85. Estou muito feliz de fazer parte de um curso tão importante na atualidade já que lidamos todos os dias com diferentes alunados e que até muita das vezes nos desesperamos nos perguntando, O que fazer? E também nos tornamos ansiosos.
    A escola precisa realmente favorecer o desenvolvimento do aluno nas áreas socioafetiva, psicomotora e cognitiva, incentivando a construção de sua autoconfiança, criticidade, responsabilidade e autonomia;
    E o professor precisa conhecer de perto seus alunos, familiarizando-se com as estratégias cognitivas aplicadas por eles na resolução de situações-problema .
    parabéns aprendi muito com essa aula.
    OBRIGADO.

  86. Estou muito feliz com o curso, por essa tão valiosa oportunidade de aprender verdadeiramente sobre a Educação Inclusiva.
    Muito grata professor Emílio!!!

  87. Estou me apaixonando cada vez mais pela sua história e pela sua luta!!!É muito gratificante saber que nesse mundo tão doido ainda existem seres iluminados!!!Obrigada mais uma vez pelos esclarecimentos e por dividir parte da sua trajetória!!!Grande abraço!!

  88. Olá.. ..adorei essa aula principalmente qdo vc fala sobre o verdadeiro professor. Me identifiquei mto pois no ano de 2007 eu tinha na sala de aula uma antiga pré escola, um aluno síndrome de down é um surdo,para ajudar eu estava grávida. Me vi na obrigação de procurar ajuda. Estudei, me capacitor e resumindo cumpri com minha obrigação de iniciar de uma maneira confortável aos alunos em geral sem excluir nenhum o processo de alfabetização. Minha dedicação foi tamanha q hoje trabalho como interprete de libras e como consultora na area de inclusão. Um de abraço tenho certeza q esse curso só acrescentará em minha vida.

  89. a maioria das pessoas que trabalham com crianças com deficiências, são aquelas que já teve ou tem um parente com alguma deficiência, a maioria dos profissionais não querem ser habilitados para trabalhar com esse publico. Eu tenho um filho com paralisia cerebral e tive muita dificuldade em colocar ele nas escolas publicas e privada, por isso estou estudando pedagogia para ajudar ele e os outros alunos com dificuldades educacionais especiais.

  90. Olá….

    Estou encantada, apaixonada e agradecida por fazer parte desse curso. Trabalhar a inclusão não é fácil, bate o medo, a insegurança e a constante pergunta será que estou fazendo o certo… Obrigado professor pela sua troca de conhecimento conosco!
    Abraço,
    Dulcinéa!

  91. A cada aula um novo aprendizado. Sem o professor conhecer o seu aluno bem de perto não se tem a inclusão. A inclusão veio para mostrar as diversas possibilidades de aprender. Penso, que a escola precisa está sempre aberta a novas possibilidades de aprendizado. Os valores culturais ainda são uma enorme barreira para a inclusão e nos autoavaliarmos, essa é a mais difícil das artes.

  92. Bom dia professor!
    Muito bom esses conteúdos em estudo. Trabalho na Secretaría de Educação, coordenanando a Inclusão de alunos especiais na rede regular de ensino. Estudando essas aulas surgiu a idéia de difundir esses temas e realizar estudo com as equipes nas Secretarias municipais de Educação. entendo que, para incluir nossos alunos, temos que proporcionar a inclusão dos profissionais da educação. Assim eles sentirão mais seguros em conviver normalmente com nossos alunos. Diminuindo as barreiras para atendê-los e identificando suas potencialidades. Obrigada por nos oportunizar!

  93. A Educação Inclusiva Especial sem dúvida para que aconteça, além das estruturas de grande porte a de pequeno porte que é o trabalho do professor é fundamental, pois é ele que planeja todo o processo de ensino aprendizagem. O aluno deve ter oportunidade para desenvolver suas potencialidades. Trabalhar com crianças com NEE, não é facil, porém, não é impossível, basta que de fato acreditemos e forneçamos meios para que ele se desenvolva. O olhar do profesdor, não drve ser de pena e sim de incentivo e ter a certeza que todos podem aprender.

  94. Bom dia!!
    Curso muito bom!!! Trabalhar com a diversidade é, sem dúvida, proporcionar a si mesmo um constante exercício da cidadania. Aulas maravilhosas !!!

  95. Olá professor Emílio, parabéns pela excelente aula, sem dúvida o tema nos convida a fazer uma boa reflexão a respeito do nosso posicionamento enquanto professor/a de alunos/as com necessidades educacionais especiais. Por meio de suas aulas reconheço com maior clareza a nossa fragilidade em lidar com alunos/as portadores/as de algum tipo de necessidade especial, é por essa razão, que vou cursar também uma pós graduação em atendimento educacional especializado, pois, quero pesquisar e construir maiores conhecimentos nesta área, para que assim, eu possa contribuir da melhor maneira possível com a inclusão de todos/as alunos/as nas atividades propostas em sala de aula.

  96. Realmente todo nosso trabalho precisa antes de tudo passar pela veia do coracao, pois esse amor ao ser humano nos levara a ultrapassar pareiras e devolver a vida, sonhos a tantas criancas. Estou muito feliz com a aula de hoje.

  97. Olá Professor Emílio, estou muito feliz em participar desta 2ª aula, estou muito encantada com sua história de vida, tú és um exemplo a seguir, te admiro, parabéns pela sua determinação e coragem. um abraço.

  98. Olá, tudo bem. Gostei dessa 2° aula, a respeito do conteúdo lido posso dizer que foi espetacular á matéria, principalmente á história que o professor Maroca, contou. Os professores de hoje deveriam seguir esse exemplo e ter amor com a inclusão na escola. Obrigado.

  99. boa noite professor sou monitora adoro minha profisao uma duvida a respeito da sala de recursos ela e so para as crianças especias porque eu trabalhei numa escola que nao so as crianças especias iam pra la mas as que nao era tambem iam pra la porque eles tinham dificuldade de aprendisagem

  100. Gostei muito da segunda aula professor Emílio! Parabéns!
    Tenho certeza que tenho muito a aprender. ..Mas estou no caminho certo! Abraço!

  101. BOA NOITE PROFESSOR EMÍLIO, GOSTEI MUITO DA PRIMEIRA E AGORA DA SEGUNDA AULA, INTERESSANTÍSSIMAS. OBRIGADA PELA OPORTUNIDADE QUE NOS DÁ COM SUA INICIATIVA. ESTOU TRABALHANDO PELA PRIMEIRA VEZ COM CRIANÇAS ESPECIAIS. SOU GRADUADA EM PEDAGOGIA E PÓS-GRADUADA EM NEUROPEDAGOGIA E PSICANÁLISE. RECEBI UM CONVITE DE UMA ESCOLA PARA ATENDER ESSAS CRIANÇAS. SÃO VINTE “CRIANÇAS” NA FAIXA ETÁRIA DE CINCO A QUINZE ANOS, E CADA UMA DELAS COM UMA DEFICIÊNCIA DIFERENTE. O QUE MAIS ME PREOCUPA EM ESPECIAL É UMA COM AUTISMO GRAVE, PELO FATO DA MÃE NÃO AJUDAR (SÓ ATRAPALHAR, COLOCANDO DIFICULDADE EM TUDO, TIPO ASSIM: EU ARRUMO, ELA DESARRUMA, SABE? RSRS). ESTOU ANSIOSA PELA TERCEIRA AULA. PEDIR A DEUS SABEDORIA PARA LIDAR COM A SITUAÇÃO. UM ABRAÇO!

  102. Parabéns professor. Mais uma aula que nos leva a refletir sobre a atuação profissional, levando em consideração a diversidade, e como um professor comprometido com todos os alunos faz toda diferença

  103. Boa noite. estou na segunda aula e estou simplesmente fascinada, os temas, as leituras são de uma importância fundamental tanto para a prática de sala de aula, como também para a reflexão da importância de estarmos preparados para a diversidade educacional e social.

  104. Parabéns Prof. Emílio pela sua garra e dedicação ao tratar de um assunto tão atual e que necessita tanto de profissionais capacitados nesta área da inclusão escolar. Abraços!

  105. Prof. Emílio,
    Parabéns pelo conteúdo proposto da segunda aula. Nos leva a refletir sobre a prática de ensino numa proposta baseada na educação inclusiva. Abraços!

  106. MUITO BONITA SUA HISTORIA ME EMOCIONEI MUITO E FICO MUITO GRATA DE ESTA CONHECENDO VOCE ATRAVES DESE CURSO, UMA PESSOA ILUMINADA POR DEUS. TRABALHO A 3 ANOS COM CRIANÇAS COM TRANSTORNO D ESPECTO AUTISTA E SEI COMO É DIFICIL TRABALHAR A INCLUSÃO DELAS DENTRO DO AMBIENTE ESCOLAR. ESTOU APRENDENDO MUITO E GOSTARIA DE PARTICIPAR DE OUTROS CURSOS QUE VC ESTIVER MINISTRANDO E TAMBEM ME ASSOCIAR A CAPAI. OBRIGADA PELA PORTNIDADE.
    UM ABRAÇO DE SUA ADMIRADORA

    PEDAGOGA – MÁRCIA FARIAS

  107. Parabéns Professor Emílio por sua trajetória de vida, de superação.
    Obrigada por estar nos ajudando na busca pela inclusão em nossas escolas.
    Grande abraço.

  108. Olá, Caríssimo Professor Emílio
    Além de promover conhecimento, o curso humaniza, exemplifica com vivências e apresenta material de grande valor para estudarmos em nossas escolas.
    Obrigada por essa oportunidade
    Um grande Abraço!

  109. É sempre prazeroso as leituras desses documentários, obrigada pela oportunidade Elisabete, vc quem me indicou esse espaço de fortalecimento, instigação, e aprendizagem continua.Abraco professor Emílio.

  110. Um exemplo de professor e também um ser humano que lutou para incluir um aluno com possibilidades de aprendizado mesmo com suas limitações.
    Me emocionei.
    Patricia Silva

  111. Somente quem Educa com Amor, reconhece as particularidades de seus Educandos. Vê as dificuldades como portas de acesso à aprendizagem.
    Ótimo curso.
    Acredito que agregará muito!

  112. Como é importante que o currículo contemple nossos alunos deficientes. Porém, cabe ao educador ir a fundo e perceber o quanto é importante a formação continuada e apropriação dá temática.

    1. Neste curso é um excelente motivação para conhecer a inclusão.
      Muito bom,vou continuar estudando, parabéns professor por abrir oportunidade online. Bom dia Deus te abencoi.

  113. Ameiii a aula professor e principalmente quando lançou a reflexão de que ansiedade não faz matricula, nunca havia pensado por este parâmetro e gostei da forma como identificou esta insegurança.

    Obrigada por mais esta aula.

  114. Emílio, adorei esta segunda aula e estou cada vez mais te admirando, pela força, por tudo o que você conseguiu conquistar. Realmente, o professor faz toda a diferença na vida de uma criança com deficiência.
    Obrigada por compartilhar conosco suas experiências!

  115. Emilio, adorei sua Palestra na EMEF CITY JARAGUÁ IV, onde sou professora, e estou adorando participar desse projeto, e agradeço muito a Deus por ter o previlégio de conhecer uma pessoa como você!! PARABÉNS!!!!

  116. No atual Sistema Educacional nos deparamos com uma proposta de ensino/aprendizagem que prioriza a diversidade e a inclusão. A escola como um todo deve está preparada para atender a todos os alunos; desenvolvendo atividades que desenvolvam as habilidades e que socializem as potencialidades individuais. Acredito em uma escola inclusiva, que respeite o que a criança traz em si mesma, uma educação que priorize poderes sobre ela, desafiando-a e que lhe dê autodomínio, autoconfiança e autonomia.

  117. Muito importante essa aula! Estou aprendendo a superar a insegurança com a busca de conhecimento… Atuar no processo de Inclusão é sempre desafiador!! São conquistas graduais e sempre começa com a vontade e atitude de cada um. Obrigada Emílio por nos proporcionar essas aulas tão enriquecedoras!!

  118. Importante o fato do educador poder expor seus medos e inseguranças, também não desistir e procurar aprender o máximo sobre a potencialidade de seu aluno,

  119. precisamos entender que seja deficiente ou não todos fazem parte do contexto social e se não há amor ou respeito para com essas pessoas a sociedade caminha mal, pois também precisamos entender se a sociedade vai mal todos nós sofreremos por isto, já que fazemos parte e estamos incluso nela.

  120. precisamos entender que seja deficiente ou não todos fazem parte do contexto social e se não há amor ou respeito para com essas pessoas a sociedade caminha mal, pois também precisamos entender se a sociedade vai mal todos nós sofreremos por isto, já que fazemos parte e estamos incluso nela.

  121. Boa tarde! Professor Emilio, estou gostando muito de participar deste curso, desde a primeira e a segunda aula esta sendo maravilhoso, cada aula aprendo mais. Muito obrigada.

  122. Nos professor temos que entender que sendo deficiente ou não é um ser humano igual ao outro, só que a atenção e mais um pouquinho a mais professor estou gostando muito de fazer esse curso

  123. Boa noite, ao professor Emilio , quero aqui, deixar minha admiração por suas obras e pesquisas, assim agradecendo a oportunidade de poder fazer parte da segunda aula sobre Inclusão, um assunto ainda infelizmente cheio de dúvidas e medos. É claro e obrigatório estar sempre se aprimorando nesta área do conhecimento, a Inclusão é preciso ainda nos dias de hoje quebrar paradigmas e preconceitos para com que assim possamos concluir os objetivos para o alunado, ter uma recepção e ambiente que realmente o prepare para o convívio em sociedade, fornecendo conhecimentos e desavios onde todos somos atores.
    Forte abraço ao professor
    Jaqueline

  124. Mais que bela aula professor… Muito obrigado pela linda oportunidade de nos aperfeiçoar ainda mais como professores, pois sabemos que a educação inclusiva se faz necessário, mas muitas vezes estamos despreparados quando falamos em inclusão. Parabéns
    Educação Inclusiva sim…

  125. A escola teve ser preparada para aceitar aluno com deficiência. E o professor teve tratar todos iguais.

  126. E o professor teve tratar todos iguais, pois, todos tem os mesmos direitos. E a escola de aceitar alunos com deficiência.

  127. Prezado Professor Emilio,

    Parabéns pela iniciativa, independente de ser uma pessoa com ou sem deficiência, é de atitudes assim que estamos necessitando, profissionais da educação, pessoas com parentes com deficiência e toda a nossa sociedade em prol de romper as barreiras que nos impossibilitam de reconhecer no outro a nossa própria deficiência.

  128. Professor, estou muito contente com as aulas, terminei uma pós em Arte na Educação e tive um disciplina chamada “O ensino da arte na Educação Especial” que tratava alguns assuntos que o senhor aborda com muita clareza.

  129. Concordo com o vídeo, às vezes quando falamos que não estamos preparados, é isso mesmo, é aquele medinho de não acertar, mas quando aceitamos nosso aluno com necessidades já estamos perdendo esse medo. Todo esse material será de grande valia para melhorar minhas práticas e elaboração de atividades. obrigado.

  130. Parabéns novamente, e tenho certeza que não apenas essa aula mais como as aulas posteriores motivará os professores a dar continuidade nesse excelente trabalho que nos foi proposto….
    Obrigado Professor Emílio Figueira.

  131. Boa noite!!
    Professor Emílio,
    Fiquei muito emocionada ao assistir o vídeo contando o início da sua história.Professor Maroca é um professor de VERDADE, que acolhe, conhece, e busca meios , recursos para promover a inclusão a todos os alunos, buscando o desenvolvimento dos mesmos.
    Abraços!! Rosiane

  132. Boa tarde PROFESOR: Em minha escola não temos problemas com a inclusão. Recebemos alunos especiais promovendo esta inclusão da melhor forma possível. Eu trabalho com um segundo ano tenho dois alunos especiais em minha turma com laudo de autismo severo e problema motor. Outro laudo autista, quadro de anorexia na infância com sequela motora e fonoaudiologia com crise convulsiva. Em minha turma tem uma estagiaria que os acompanha. O trabalho com estes alunos é diferenciado as atividades (conteúdo) é necessário realizar as adaptações. Mas a minha dúvida sempre é na hora de avaliar estes alunos pois é difícil a compreensão daquilo que eles conseguiram assimilar… Gostaria de saber mais sobre como é e como funciona uma Sala de Recursos, alguns exemplos, o que for possível. Neste curso este material disponível me sinto privilegiada em assistir me faz acreditar que o impossível uma inclusão cada vez maior.

  133. Professor Emilio,

    Adorei material sobre educação inclusiva, estou iniciando pós graduação em Educação Inclusiva e o material ajudou muito para elaborar texto dissertativo.

  134. Achei muito lindo tudo que nesta segunda aula é o que tem que ser feito ,o respeito com o outro nós colocarmos no lugar sempre usar da empatia é fundamental.
    Tem vararias dicas que estou anotando pra refletir.
    Obrigada

  135. As escolas não veem a inclusão como um processo ou seja uma obrigatoriedade, , mas sim pra dizerem assum: Ah fixe esse filminho aí pois ele não consegue aprender e como há revistas que falam que as escolas não são creches.Acho um cúmulo pois as Apaes deveriam por lei continuarem o excelente trabalho que fazem e o bom relacionamento com estes alunos que dependem dela.

  136. A aula 2 foi muito esclarecedora. Na escola em que trabalho, os alunos inclusos, com laudo, tem uma acompanhante em sala de aula que é uma monitora. O planejamento das atividades para esses alunos é a professora da turma que faz adaptado ao aluno. Existe uma grande preocupação com a inclusão e insegurança por partes dos professores.
    Abraços

  137. Muito esclarecedor…
    Realmente a teoria difere muito da prática.
    Só conseguiremos aplicar e consolidar os conhecimentos quando tivermos a oportunidade de trabalhar com PNE.
    O trabalho tem sido que ser feito de forma diferenciada, mas a “inclusão” em alguns casos, só é realmente possível do ponto de vista – socialização, pois do ponto de vista – aprendizagem, …. (Não que seja impossível)

  138. Olá!!!

    Gostei muito das abordagens dadas nestas duas primeiras aulas, mas ainda não entendi como acontecerá o processo de avaliação para a obtenção do certificado de conclusão. Caso possam me esclarecer ficarei grato.

    Abraços

  139. o professor deve atender cada aluno de acordo com suas necessidades, e proporcionando diversidade de oportunidades visando desenvolvimento integral do aluno, respeitando sempre as limitações de cada um.

  140. É preciso refletir cada vez mais sobre as diversidades e respeita-las como um importante fator na elaboração de aulas mais produtivas e coerentes com as necessidades não só dos alunos com NEE ,mas também com todo o grupo de aprendizes.

  141. Trabalho com educação inclusiva, tenho acompanhado o trabalho dos professores de apoio, e dos professores das salas de recurso e o próprio professor regente do aluno. E PERCEBO QUE REALMENTE FALTA UM COMPROMETIMENTO , é necessário que todos se voltem para as questões da inclusão com responsabilidade, buscando estudar suas especificidades, e focando nos desafios que temos que enfrentar. e concordo a afirmativa que a “Inclusão passa pelo caminho do coração. Pois é necessário uma humanização por parte dos profissionais envolvidos. Tenho procurado contribuir da melhor forma, mas os desafios são muitos, mas serei persistente.

  142. Parabéns Professor! Aula excelente, estou aprendendo muitas coisas nunca trabalhei com crianças com necessidades especiais aula maravilhosa!

  143. Parabéns professor, suas aulas enriquecem as nossas práticas e nos dão mais confiança para continuar nossas batalhas dentro da escola por uma sociedade mais justa. Obrigada por compartilhar o seu conhecimento.

  144. Muito boa a aula.
    Relata o que muitos professores vivem de fato. O medo e muitas vezes a acomodação em não buscar meios para incluir.

  145. Acredito que cada aluno é um aluno diferente, e o professor deve estar
    atento a isso, nem todos aprendem da mesma forma. A inclusão é diária
    pois somos todos diferentes, ninguém é igual.

    1. A segunda aula foi emocionante ,quando você falou de sua vida .O professor Maroco foi um excelente educacador com princípios de um grande pai .Um professor só compreenderá a deficiência do outro ,quando olhar e fazer tudo por amor e com o coração.

  146. Boa tarde.
    É preciso que o professor diversifique as aulas para incluir o aluno com deficiência e não tornar a aula massante e desmotivante para os demais. Uma vez que cada aluno possui sua individualidade podendo assim trocar saberes e experiencias.

  147. Trabalhar com as diferenças é difícil em todos os sentidos, mas quando falamos em educação inclusiva precisamos nos preparar para dedicarmos mais tempo ao conhecimento , tornando os desafios possíveis de bons resultados,ou não; mas digno de satisfação por termos o privilégio de vivermos aqueles momentos, por fazermos parte daquela história de vida.

  148. Boa noite!
    O professor deve esta preparado a receber cada aluno de acordo com sua desigualdade , amei 2 aula ,nem todos aprendem da mesma forma.

  149. Estou gostando do curso, são formas diferentes de abordar sobre Educação Inclusiva, nos ajuda bastante no processo do conhecimento.

  150. Bom dia, profª Emílio
    Está segunda aula foi maravilhosa, com corto com o senhor só saberemos o que é inclusão. Quando temos um aluno incluso, mais com este curso espero pelo meno saber receber meu aluno adequadamente. E propor uma
    aprendizagem dentro de suas habilidade.

  151. Oi porque ainda existe falta de recursos nas escolas publicas para receber os alunos com deficiências com mas qualidade e respeito,
    acho que os educador precisa mudar o olhar para a inclusão porque somos iguais apesar das nossas diferenças,o que precisa e respeitar o tempo de cada aluno para aprender,
    com amor tudo é possível.

  152. Parabéns Professor !!!!
    Uma aula muito boa . Somos todos diferentes, uns dos outros. Imagina que chato seria sermos iguais. Todos nos temos nossas diferenças, nossas dificuldades, essas devem ser respeitadas. Todos os alunos , devem estudar na mesma sala de aula, tem que haver respeito entre eles. Saber desde cedo que ninguém é igual a ninguém. Assim quando entrar no Mercado de trabalho saber respeitar o outro, ter tolerância. Meu Trabalho de conclusão de curso falou um pouco. A avaliação de aprendizagem. Como avaliar uma aluno que tem dificuldades. Como avaliar a sala de aula . O que fazer em determinadas situações.

  153. Professor Emílio parabéns por ter abraçado essa causa tão digna de um olhar que busque melhorias para inclusão de todos.
    Abraços.

  154. Essa aula é ótima pois como tenho filho especial foi de grande aprendizado e trabalho en escola que tem também crianças especiais.

  155. Olá boa noite! Os professores que atuam no ensino regular tem que estar preparados para receberem o aluno de inclusão, ainda vejo que existe muito preconceito.
    Eu atuo na área de educação especial, e com o trabalho que realizo procuro sempre envolver todos os alunos,buscando a aceitação do outro, sua expressão e comunicação no ambiente escolar.
    Quanto ao material ofertado, e conteudo proposto para as aulas do curso são enriquecedoras para o nosso dia a dia, obrigada!!! Parabéns.

  156. ola a todos, sou de Recife e sou treinador da seleção PE de basquete de surdos, tambem sou professor de educação fisica e tenho 2 cadeirante em minha turma, digo que é de suma importancia o docente se aposar de conteudos que se refere a inclusão e isso sem duvida sera um facilitador na trato docnte+alunado.

  157. Olá! Sou professora de escola pública e sei o quanto é difícil suprir as necessidades de alunos com deficiência em salas de aula super lotadas, pois sei também que o conhecimento através de leituras, palestras e videos fazem muita diferença, assim como trabalhar com prazer e ensinar com amor, mas o ambiente e as condições de trabalho nas escolas deveriam ser bem mais acessível e aconchegante. Eu procuro atender da melhor forma as necessidades dos meus alunos, porém muitas vezes me sinto frustrada por não ter condições de atende-los como gostaria, devido ter tantos alunos querendo atenção. Gosto muito e acompanho os trabalhos do professor Emílio. Obrigada por nos proporcionar materiais tão bons!!!

  158. Leciono em uma escola onde se valoriza muito a inclusão, onde os profissionais da sala de recursos são capacitados para atender aos alunos , porém ainda necessito de muito apoio e orientações adequadas em sala de aula.

  159. Olá, boa noite!!!!!
    Muito prazerosa sua aula, estou adorando este curso. Um aprendizado riquíssimo para nós professores.
    Parabéns pelo trabalho.

  160. Mais um intenso momento de aprendizagem. Gostei muito do que foi dito sobre o planejamento igualitário e sendo trabalhado com adaptações para o aluno especial, oportunizando a ele o mesmo contexto respeitando suas limitações para realização das atividades. E muito pertinente a autoavaliação que deve ser feita pelo educador, onde o mesmo deve refletir sobre sua atuação enquanto mediador da aprendizagem significativa. Obrigado por mais essa oportunidade!

  161. Como já citei anteriormente, trabalho com Sala de Recursos Multifuncionais e sei o quanto os professores da sala regular ainda se assustam com a Inclusão.
    Tento na medida do possível, acalmá-los com orientações e suporte pedagógico, mas mesmo assim percebo o quanto ainda se faz necessário a capacitação dos professores para incluírem de verdade os alunos Especiais em suas classes/aulas.
    Prof. Emílio quero gradecer a riqueza de informações disponibilizadas!
    Continuamos firme na Inclusão!

  162. Perfeito!! Além de aprender a adaptar o planejamento e os procedimentos de ensino, é preciso que os professores olhem para as competências dos alunos, e não apenas para suas limitações.

  163. Que bom, professor!!!!Acredito na inclusão, primeiramente, do professor, neste processo. Ele precisa querer mudar, fe charmoso a guarda e mergulhar de cabeça nessa experiência maravilhosa. Nunca mais fui a mesma.

  164. Ótima reflexão sobre inclusão, é fundamental pensarmos e repensarmos nosso papel de educador, e quanto somos responsáveis por incluir todos os alunos com ou sem deficiência ou transtorno de aprendizagem, pois nossa missão é fazer com que o conhecimento chegue a todos, com equidade.
    Muito obrigada, professor Emílio

  165. Boa noite, professor! Uma pausa para refletir, tudo deve ser feito com amor. Compreender as diversidades e as individualidades dos alunos e buscar sempre alternativas que permitar humanizar o processo de ensino e aprendizagem.

  166. Depois de conhecer sua historia de vida ,me senti gratificada por fazer parte deste curso , aprender e por em pratica esse conhecimento me faz ter um novo olhar com a certeza que posso ajudar essas crianças a sonhar e realizar esses sonhos.

  167. o planejamento das aulas deve contem estrategias que contemplem tambem os estudantes com deficiencia , analisando suas producoes dentro de seu campo de limitacao .

  168. Conhecer o que pode auxiliar- me em minha prática pedagógica e saber que existem estratégias e recursos que viabilizam uma condução produtiva no desenvolvimento cognitivo dos meus alunos com necessidades especiais é o que eu tenho encontrado nesse curso. Acredito que a educação inclusiva necessite de matérias e suportes como os que têm sido apresentados.

  169. Acredito, que inclusão continua desafiando nós professores, porém de passo em passo vamos vencendo os obstáculos, parabéns professor pela coragem e determinação nessa luta.

  170. Percebo dia a dia o quanto é triste ver que alguns profissionais da educação demonstram resistência no que se refere a inclusão, o que me vem a cabeça é que muitos não tem somente medo ou apenas não aceitam um aluno com necessidades em sua sala, mas que tem dificuldades do novo, de um desafio que de fato dá trabalho, mas que no final o resultado acontece. Eu acredito muito na inclusão e amo cada vez que me deparo com uma criança que poderei conviver e doar o máximo de mim.

  171. muito interessante as aulas de primeira já gostei .
    Trabalhar com crianças especiais é muito gratificante e um aprendizado que não tem preço.

  172. Professor Emílio Ferreira, lhe dou mais que meus parabéns, pois você tendo alguma deficiência, nem desistiu de seguir em frente, ao contrário, encontrou em sala de aula mais força e coragem e se tornou esse profissional maravilhoso e que ainda se preocupa em passar tudo que sabe para outros profissionais da área da educação e de como se preparar e receber de braços abertos a inclusão na escola.
    Isso nos faz crescer e ir em frente sem desistir, obrigada pelo material rico em informações, entrevista com o seu antigo professor, vídeos e sua
    história de vida e de superação e do que ainda vai nos passar e presentear com mais material rico em aprendizagem, que você adquiriu no decorrer da sua formação!

  173. Olá, a segunda aula foi muito valiosa para revisar sobre minha atuação e motivar outros profissionais sobre a importância das adaptações.

  174. A preparação é tudo, isso nos deixa mais seguros em nosso trabalho. A aula é motivadora para que enxerguemos os caminhos que devemos seguir para poder contribuir com a educação inclusiva de nossos alunos.

  175. Olá professor! Gostei muito da segunda aula, especialmente da sua história é relato sobre o estudante com malformação congênita,emociona a dedicação do professor um trabalho que além do pedagógico foi de Amor e dedicação ao semelhante. Sou professora do AEE e procuro compreender a ansiedade e insegurança dos educadores me aproximo com respeito e com carinho do educador mas procuro proteger,amparar o estudante até que o professor se aproprie um pouco mais da história da criança e da singularidade da criança, é um trabalho de paciência, dedicação.Adorei a aula ,às dicas o questionário para autoavaliação,preciosos! Até aqui só tenho agradecer já estou compartilhando informações em grupos de estudos e reuniões na UE onde trabalho.Minha gratidão.um abraço.

  176. A educação inclusiva é fascinante, educar com o coração, transmitir conhecimento de acordo com as necessidades de cada um . É muito bom aprofundar essas questões elaboraras por você professor Emílio Figueira, porque você expõe com propriedade e de uma forma muito natural e a educação inclusiva deve ser exatamente assim, se dar de maneira natural de acordo com a necessidade de cada um. Parabéns por despertar em nós educadores o querer fazer mais pelos nossos educandos . Sempre ansiosa à espera da próxima aula .

  177. A diversidade é algo que temos que lidar constantemente, porém a responsabilidade de incluir os alunos com deficiência é dever do professor, claro que com apoio e suporte , principalmente apoio dos pais.

  178. É FANTÁSTICO O CURSO, ACORDA OS NEURÔNEOS ADORMECIDOS E LEVA-NOS A REFLETIR NOSSAS PRATICAS PEDAGÓGICAS, ESTOU GOSTANDO MUITO O PROFESSOR TEM JOGO DE CINTURA E DEVEMOS ACREDITAR QUE SOMOS CAPAZES DE MUDAR ESSA EDUCAÇÃO.OBRIGADO PROFESSOR PELO CONHECIMENTO QUE NOS PROPORCIONOU.

  179. A parti do momento que escolhemos essa profissão, temos que ter ciência de tudo, professor é Amor e carinho e regar uma flor(prof. Emílio) . E tenho certeza que quem ama ser professor esta aberto também a novos desafios de aprendizagem… e isso é constante.

    Um grande abraço e obrigada pela aula maravilhosa…

  180. A aula 2 foi simplesmente maravilhosa!
    Lidar coma as diferenças faz com que nosso trabalho seja mais enriquecedor e cheio de amor. Como o tema da CF 2018 “Fraternidade e superação da violência”.
    Tudo que fazemos devemos ter sabedoria, paciência e amor.
    Principalmente na missão de educador.

  181. Infelizmente o medo do novo assusta e imaginamos que não somos capazes de superar o desconhecido (nesse caso os alunos de inclusão). Mas devemos a todos os momentos nos desafiarmos e ir além de nossas expectativas.
    Ótima aula!!!

  182. Ótima explanação. Trabalhar com inclusão é, sem dúvida, perceber nossas próprias limitações enquanto professor e ser humano. Diariamente aprendemos algo ou nos deparamos com algo com o qual não sabemos lidar. Precisamos desmistificar o neuro típico, pois todos, em algum momento terá alguma deficiência e, precisará de apoio.

  183. Oi bom dia! Realmente a ansiedade atrapalha o acolhimento. Amei as aulas.
    Precisamos trabalhar a ansiedade e estimular o professor procurar ajuda para que possa fazer um bom trabalho com as crianças. temos que sair da nossa zona de conforto .

  184. Esta autoavaliação me fez refletir sobre o processo de inclusão e a importância de todo colegiado estar envolvido para o desenvolvimento dos alunos com necessidades educacionais especiais.

  185. Professor você para mim é fonte de inspiração, você professor é referencial, sei que irei aprender muito através desse curso, meu muito obrigada, você está de parabéns.

  186. Excelente material de leitura! A respeito das reflexões sobre auto avaliação, acredito que todo bom profissional preocupa-se em avaliar seu desempenho e buscar novas metodologias de aplicação de ensino. Mais uma vez, a gradeço a oportunidade pelo aprendizado; pelo texto de apoio “Referencial Sobre Avaliação da Aprendizagem de Alunos Com Necessidades Educacionais Especiais”. Muito importante!

  187. A respeito das reflexões sobre auto avaliação, acredito que todo bom profissional preocupa-se em avaliar seu desempenho e buscar novas metodologias de aplicação de ensino. destaco aqui o texto de apoio “Referencial Sobre Avaliação da Aprendizagem de Alunos Com Necessidades Educacionais Especiais”. Muito interesante!

    1. Este curso auxilia muito os professores que atuam com a inclusão… a primeira aula, foi o depoimento do aluno de inclusão que venceu em sua vida e a segunda aula, o depoimento de um professor amoroso que contribuiu muito para o sucesso desse aluno… assim, observamos a satisfação tanto do aluno, como do professor … um ato de amor…

  188. A educação inclusiva é uma oportunidade de fazer da escola uma verdadeira comunidade. O primeiro passo é de fato sensibilizar a todos os envolvidos no ensino aprendizagem, deixar o pré – conceito de lado e abrir as portas para receber o aluno especial como um sujeito capaz de adquirir aprendizagem constantemente, desde que tenha suas zonas de desenvolvimento cognitivo respeitadas. Irei trabalhar com o AEE e vejo este espaço como uma iniciativa de reafirmação e resiliência, contudo, acredito que para educação inclusiva acontecer ela deve ser prioridade de todos…

    1. Este curso está sendo muito proveitoso para mim que atuo com alunos de inclusão. Na primeira aula tivemos o depoimento de um aluno que com suas deficiências, estudou em escola especial e em escola regular, dizendo que evoluiu muito mais enquanto estudou em escola regular e que conseguiu sucesso em sua vida profissional. Na segunda aula, tivemos o depoimento de um professor que lecionou com muito amor para esse aluno. Histórias essas que nos fazem crescer para cada dia melhor fazermos o nosso trabalho visando a inclusão…

  189. Este curso está sendo muito proveitoso para mim que atuo com alunos de inclusão. Na primeira aula tivemos o depoimento de um aluno que com suas deficiências, estudou em escola especial e em escola regular, dizendo que evoluiu muito mais enquanto estudou em escola regular e que conseguiu sucesso em sua vida profissional. Na segunda aula, tivemos o depoimento de um professor que lecionou com muito amor para esse aluno. Histórias essas que nos fazem crescer para cada dia melhor fazermos o nosso trabalho visando a inclusão…

  190. Essa aula foi uma das formas de reflexão do verdadeiro sentido do Atender um educando com necessidades especiais. O professor só passa a ter um “novo olhar” em relaçao a educação inclusiva, quando pássa pela prática nesse sentido.
    As mudanças devem acontecer, não só na escola, mas também em todas as estruturas que estão paralelas ao cotidiano escolar.

  191. Professor Emílio,foi muito boa essa segunda aula, muito obrigada por nos proporcionar essa oportunidade formativa no que que tange a questão “inclusão”…. Parabéns !!!

  192. Oi !!! Eu sou professora e tenho muita dificuldade de incluir os alunos com necessidades espaciais, e essa aula me esclareceu muito!!! Obrigada !!!

  193. Boa noite professor!
    Estou muito agradecida pela segunda aula, realmente muita esclarecedora, tanto no âmbito reflexivo do papel de professora mediadora, como também no esclarecimento da Lei, que apoia o direito do aluno e ampara o professor com recursos e auxiliares( sala de recursos, itinerantes, e acompanhamento do auxiliar pedagógico) , sei que é um grande desafio o processo da manutenção da escola para Todos, mas acredito na Educação.

  194. BOM DIA ,A SEGUNDA AULA FALANDO SOBRE A QUESTÃO DA ANSIEDADE MUITO BOM,REALMENTE O PSICOLÓGICO DO PROFESSOR NO PRIMEIRO MOMENTO QUE RECEBER UM ALUNO COM DEFICIÊNCIA PARECE QUE FICA MAIS ABALADO AINDA ,ISSO ACONTECE PORQUE QUANDO ELE VISUALIZA ESSA CRIANÇA IMEDIATO JÁ ROTULA EM VEZ DE RECEBER-LO E APRESENTA A TURMA E AOS POUCOS BUSCANDO INFORMAÇÃO SOBRE ELE ,COMO FOI DITO NO VÍDEO.DEIXA APARECER DE IMEDIATO ESSA REJEIÇÃO ,PELO QUAL ISSO NÃO PODE ACONTECER,VISTO QUE NÃO E O ALUNO QUE DEVE SE ADAPTAR A ESCOLA ,MAIS SIM A ESCOLA QUE TEM QUE ADAPTAR O ALUNO COM DEFICIÊNCIA,ESSA SITUAÇÃO E MUITO TRISTE , VEJO UMA FALTA DE INTERESSE POR PARTE DE ALGUNS GESTORES FAZER A INCLUSÃO .MAIS VAMOS A LUTAR.O CURSO ESTA SENDO DEZ,PARABÉNS

  195. Muito bom o tema desta aula!
    O professor precisa estar constantemente avaliando sua forma de trabalho e convicções. Lidar com pessoas é uma tarefa árdua e dinâmica!
    Parabéns Professor e obrigado pela oportunidade!

  196. Essa aula foi importante para o meu crescimento profissional, pois tirei algumas duvidas de como lidar e saber de situações necessárias no cotidiano escolar.

  197. Gostei da aula e muito mais das perguntas para reflexão. Realmente precisamos de um olhar diferenciado para que nossos alunos tenham uma aprendizagem de qualidades

  198. Prezados boa tarde!

    Quanto amis estudo mais percebo que as mudanças para uma sociedade inclusiva ainda estão longe de serem para todos…
    Excelente o curso..parabéns…

  199. Muito bom os conteúdos abordados! É se falando sobre inclusão, que informações alcançarão a todos e o saber estará ao alcance de todos!!!!!!

  200. Muitas mudanças estão acontecendo em relação ao trabalho realizado com os alunos com algum tipo de deficiência. A mobilização se faz necessário e é importante que os alunos se sintam parte da escola. Todos os dias é uma aprendizagem nova, mudanças positivas e aprendizagem significativa. O professor a todo momento deve se autoavaliar, assim como toda a equipe escolar no trabalho com essas crianças tão especiais e com particularidades únicas. Devemos fazer a diferença sempre na vida de nossos alunos. Obrigado professor Emílio por mais um conhecimento que se depara com a realidade, do tornar ideal o real.

  201. Eu sou muito grata pela oportunidade de estar tendo acesso a este conhecimento. Educação inclusiva precisa debatida e é necessário fazer devido enfrentamento desta situação.
    Fico comovida com seu histórico, com sua bagagem e me sinto motivada a atuas na educação inclusiva como professora e como mãe também, pois essas leitura me fizeram enxergar até o processo educacional de meu filho.
    Adaptar o meio, os conteúdos, ter profissionais preparados são meios que motivam a educação inclusiva.

  202. Parabéns ao professor Maroca por ser um pioneiro na área da inclusão, nos ensinando com seu exemplo que , além da teoria e da prática precisamos ter amor , pelo próximo, pela profissão e nos dedicarmos para que a educação funcione realmente!
    Obrigada Dr.Emilio por dividir conosco sua linda história de vida e de superação, fico emocionada a cada aula !

    1. Olá professor e colegas!
      Ainda temos muito a conquistar nas escolas para que a inclusão se efetive, mas acredito que hoje, as condições e interesses em receber todos os alunos, em seus diferentes tempo de aprendizagem, estão bem melhores.
      As formações para professores estão sendo feitas, e monitores e auxiliares disponibilizados e percebo que o carinho em receber os alunos com necessidades especiais está acontecendo ( devagar, mas está!).
      Abraço!

  203. Olá professor e colegas!
    Ainda temos muito a conquistar nas escolas para que a inclusão se efetive, mas acredito que hoje, as condições e interesses em receber todos os alunos, em seus diferentes tempo de aprendizagem, estão bem melhores.
    As formações para professores estão sendo feitas, e monitores e auxiliares disponibilizados e percebo que o carinho em receber os alunos com necessidades especiais está acontecendo ( devagar, mas está!).
    Abraço!

  204. Professor o desafio da inclusão exige muitas mudança no funcionamento da escola ,em todas as etapas ,e os prrofessores tem que fazer cursos de preparação,e receber esses alunos com muito amor e carinho para um otimo progresso.

  205. Olá boa noite. excelente aula amei. NO MUNDO VIOLENTO QUE VIVEMOS HOJE somente uma pessoa pode fazer a diferença as pessoas especiais tenho um filho com Sindrome de down e vivi muitos momentos de interrogações quando ele iniciou sua fase escolar. até hoje percebo que ele não é assistido na escola da forma como merece. vejo descaso quanto a sua situação. Fico feliz em saber que você é um anjo que esta a servir com sua experiencia ajudando com amor as pessoas que precisam de informações e ou orientações.Que Deus te abençõe e te conserve sempre humano!!!!!

  206. Ter “um novo olhar”, se faz necessário a cada momento quando a questão é educação… Algo sagrado como diz o Dr. Rui do Espírito Santo, necessário, urgentíssimo. Uma outra questão é a quebra de paradigmas… Precisamos nos apoderar do nosso potencial e vontade para poder ofertar sempre o melhor para o nosso público, os alunos, independente de como chegam até nós.
    Amei a sua aula e sem dúvida ampliei o meu olhar.

  207. Ótima aula. Realmente, o professor só aprenderá a lidar e trabalhar com o aluno incluso se tiver contato com ele em suas aulas.

  208. Podemos perceber que a profissão de professor ja é em si um grande desafio e ele estar disposto a lutar pela inclusão e uma batalha a vencer. Que aula maravilhosa !

  209. Nesta segunda aula, mais um “sacode” em nosso ego. Quando você, prof. Emílio, diz que a raiz do problema é a falta de informações claras e objetivas a respeito da inclusão, tem total razão, pois muitas vezes deixamos de fazer algo por ter medo do novo, mas este novo, é pura e simplesmente porque não temos conhecimento suficiente a respeito do assunto, então neste momento, damos desculpas. Essas desculpas são criadas, pois é mais fácil usa-las do que buscar conhecimento. Então, o que nos falta realmente é pesquisar, estudar, conversar, observar e colocar em prática algumas ações, pois desta forma, estaremos conhecendo e descobrindo novos caminhos, e assim, crescendo e buscando mais informações a respeito do assunto. Temos mesmo é que sair do comodismo e colocar a mão na massa. Realmente não temos modelos prontos, temos que conhecer cada aluno e desta forma achar uma ação para cada situação. Chega de desculpas. Dificuldades sempre teremos, o que nos basta, é estarmos sempre de olho no que está acontecendo a nossa volta e acharmos soluções para cada problema que nos for apresentado. Obrigado pelas contribuições e pelos esclarecimentos através deste material.

  210. Fiquei muito encantada com a aula dois, pois trás métodos de como desenvolver um trabalho relacionado a inclusão, podendo assim aperfeiçoar os conhecimentos e habilidades que os alunos já possuem e introduzir outras que possam melhorar cada vez mais seu desempenho. Assim toda pessoa com deficiência tem o direito de estudar em uma sala comum. tive a oportunidade de visitar recentemente uma sala de AEE, fiquei muito feliz com toda a organização. Vejo nesse curso uma oportunidade para que possamos garantir um ensino de qualidade para os alunos com necessidades especiais.

  211. Como o professor citou que a inclusão é o caminho do coração, pois sem o amor à esta profissão fica difícil fazer um bom trabalho de inclusão social.
    Por isso faço uma pergunta .
    Será que não falta à alguns professores um esforço para uma busca de qualificação para melhor atender esse público?

  212. Mais uma aula bastante produtiva,muitos professores deveria fazer,pois infelizmente a falta de preparo prejudica muito nossas crianças com deficiência ou não.

  213. BOA TARDE!
    A segunda aula foi maravilhosa, e eu concordo plenamente quando você fala que o que falta são educadores preparados para trabalhar com essas crianças respeitando a individualidade e as necessidades de cada uma.
    O que realmente falta para os educadores é a informação sobre educação inclusiva, falta profissionais qualificados na área.

  214. Eu nem sou professora… minha função é TDI, Técnico do Desenvolvimento Infantil, e quero registrar aqui que durante estes dois anos atuando nesta área, ouço com muita frequência que “ninguém está preparado para lidar com crianças especiais “. Porém, eu considero muito que eu ñ nasci sabendo tudo, como andar ou falar… o meio em que estava inserida é que me deu essas possibilidades. Portanto é necessário querer fazer a diferença e ter coragem para isto! Estou inspiradíssima com o exemplo de vida do professor Emílio Figueira!!! E obrigada por dividir conosco todo esse tesouro!

  215. Boa Noite.
    Sobre o conteúdo dessa aula, vale resaltar algo de grande importância para o processo de ensino-aprendizagem da Educação Inclusiva como destaque essencial é os três tipos de professores. Seria de grande relevância que os gestores municipais adotassem essa metodologia para o sucesso das turmas de Educação Inclusiva, especialmente o acompanhante pedagógico pois esse profissional ajuda a manter o padrão de nivelamento entre os alunos contidos na sala.

  216. Olhe não é nada fácil trabalhar com a diversidade, mas é desafio que me deixa muito feliz, pois adoro meus alunos,com deficiência ou dificuldade na aprendizagem, procuro estar sempre descobrindo novas estrategias para com meus alunos. por exemplos cursos como este muito valioso , e com isso posso crescer e aprender cada vez mais, e ver o progresso de cada um ,me vejo em cada um deles. não tem dinheiro que pague estas conquista em nossas vidas é só alegria.E obrigado professor Emílio pela sua grande contribuição para mais um aprendizado.

  217. Sabemos que nao e fácil trabalhar com diversidade, mais é um desafio que nos temos que enfrentar, entao nòs educadores devemos esta capacitados para oferecermos uma educaçao inclusiva de qualidade aos nossos alunos.

  218. alunos devem estar incluídos nas salas de aulas, do ensino regular. Esse movimento faz com que as escolas reflita sobre princípios desse novo paradigma, que vai desde a convivência com esses alunos em um mesmo espaço até uma mudança na organização de todo o trabalho pedagógico da escola. Em relação ao aluno deficiente mental, acreditamos que a sua inserção na escola, realizada dentro desse paradigma da inclusão escolar, possa constituir uma experiência fundamental que venha a definir o sucesso ou fracasso de seu futuro processo de inclusão na sociedade.

  219. Prof. Dr. Emilio! Perfeita colocação quando relata que não estamos preparados até recebermos um aluno com deficiência! O importante é termos bem planejado nossas aulas para que as mesmas possam ser adaptadas as necessidades especiais de cada aluno!

  220. A missão de incluir é verdadeiramente inquietante pois o receio e despreparo ainda são em grande escala. O conhecimento desvela a cegueira da ignorância. E incluir perpassa pelo conhecimento, conhecer o outro, suas necessidades e enfim poder de fato ajudar.

  221. Adorando, em cada aula aprendo um pouquinho. Obrigada por nos proporcionar mais conhecimentos prof.o. que venha as próximas aulas.

  222. Como foi dito, tudo que é novo desafia o ser humano e gera uma prévia sensação de fracasso. Fazemos aqui um trabalho pioneiro, de formiguinha e futuramente nossos esforços serão geradores de uma nova realidade na educação brasileira.

  223. O mais importante é assegurar os direitos reservados a alunos com necessidades especiais, efetivando de fato a educação inclusiva.

  224. Seria bom que todos os profissionais da educação em especial tivessem o bom senso de atender e tratar os alunos que tem algum tipo de deficiência ou transtorno e que necessitam de atendimento especializado, porém há profissionais que não faz isso e diferencia o alunos visto como “normal” daquele que precisa de um atendimento diferenciado. Visto que há leis que asseguram os direitos dessas crianças, mas tanto professores como demais funcionários do âmbito escolar ou de outras áreas não respeitam esses direitos é claro que não estou generalizando porém ainda hoje há pessoas que não aceitam e/ou não entendem do porque ou para que esses alunos estão inseridos num âmbito escolar.
    Para se assegurar a aprendizagem de crianças com deficiências ou transtornos além de o professor ser mente aberta e estar disposto a todos os dias buscar metodologias inovadoras com o intuito de prender a atenção dos seus alunos e tentar de alguma formar sanar as dificuldades encontradas por eles é preciso que esse trabalho esse feito em conjunto, ou seja, que haja uma parceria entre instituição de ensino, professor e família. A instituição de ensino trará o suporte necessário como: estrutura física, apoio pedagógico, profissionais capacitados e etc., o professor trará metodologias que busquem a aprendizagem do aluno de acordo com sua idade e respeitando o seu tempo e espaço e etc. e a família deve se fazer presente nesse processo, sempre levando o aluno para a escola, participando das atividades informando ao professor os avanços ou retrocessos que detectaram na criança e etc.
    Isso é um pouco do que aprendi no curso e um pouco do que penso a respeito do tema.

  225. Entendi que é vivenciando o dia a dia na sala de aula que o professor vai buscar alternativas diferenciadas de inclusão aos espaços, ao conhecimento e a aprendizagem dos alunos, com o apoio de outros profissionais que vão ajudar nesse processo de formação do aluno com deficiência.

  226. Para que a verdadeira inclusão acontece é preciso investir na formação e capacitação dos profissionais envolvidos na educação, todos precisam estar comprometidos com o respeito ao direito de todos os cidadãos.

  227. Boa Tarde Colegas
    A cada aula uma nova inspiração para o desenvolver do trabalho.
    Realmente precisamos muita das vezes equiparar, adaptar o currículo para tais situações.
    Para que haja uma verdadeira inclusão é necessário que haja uma capacitação dos profissionais.

  228. ESTOU ADORANDO AS AULAS, TUDO ESTA SENDO DE GRANDE APRENDIZAGEM, FORAM CITADOS MUITOS TÓPICOS QUE NÓS COMO FUTUROS EDUCADORES TEMOS QUE PASSAR EM SALA DE AULA A IMPORTÂNCIA DAS ATIVIDADES EM GRUPOS.

  229. Realmente a cada aula que assisto é um aprendizado novo,um conhecimento riquissimo que enquanto professora que sou preciso adaptar esses conhecimentos para meus alunos e assim dar minha contribuição em forma-los como cidadaõs para o mundo.

  230. As aulas são preparadas para o trabalho na diversidade?

    Refletindo sobre uma das questões acima colocada. Percebemos que aos poucos as mudanças vem acontecendo na relação do planejamento para que atenda não somente o aluno regular, mas sim, a todos os alunos que necessitam de um aprendizado de trocas e desafios que estimulem o desenvolvimento individual dentro de uma coletividade de informações, ações e realizações repletas de inovações inerentes ao desenvolvimento humano.

  231. Boa noite

    As aulas e as trocas são riquíssimas.
    Apesar de ser profissional da educação há anos, sinto que cada ano é uma grande desafio em minha vida profissional. Sou Pedagoga e Psicopedagoga com Especialização em Educação Especial e no ano passado tive a oportunidade de atuar dentro de sala de aula com alunos especiais, cadeirantes. Confesso que foi uma grande desafio a prática e me deixou muitas noites sem dormir pensando como poderia adaptar todo meu conhecimento e experiência. E aos poucos as coisas foram acontecendo de maneira natural e com muito amor, sendo que percebo ainda que muitos profissionais não sabem e não são capacitados para estar atuando com esta especificidade e com isso as aulas se tornam cansativas, não atendem as expectativas dos alunos inclusos, muitas vezes os planejamentos e as propostas não são pensadas nessa clientela. Devemos refletirmos adaptarmos e ter um olhar novo em relação a prática educativa, onde trabalhamos com a pedagogia diferenciada e da diversidade readaptando os PPP para essa realidade, levando aos profissionais da educação a conscientização da necessita de capacitar-se para atender a esses alunos.

  232. Professor como já falei anteriomente para mim o senhor e o professor Universal nossos saberes e conhecimento vem de sua fonte , atualmente sou professora estagiária e estou trabalhando com uma estrela com autismo e a minha busca por saber está só começando mais estou muito feliz por ver já os avanços que ela está tendo , pois foi através de seus ensinamento que vejo meu sonho sendo realizado pelas ações dessa criança.

Deixe uma resposta